27 maio 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (82)



1986 (EUA)A personagem ELEKTRA era coadjuvante das aventuras do Demolidor, umaex-namorada do herói que, depois de ser treinada como uma ninja moderna vira uma verdadeira máquina de matar a serviço de quem paga mais. Frank Miller e Bill Sienkiewicz, dois maiores virtuoses do universo DC Comics e Marvel Entertainment Group criam um argumento especial para Elektra Assassina, uma minissérie em quatro episódios. Sienkiewicz pegou o argumento freudiano de Miller e trabalhou uma história de caricaturas, cheia de flasbacks confusos e entrecruzados. Os  críticos americanos disseram que o álbum seria mais ou menos o que Joyce teria feito, se optasse pelos quadrinhos. No meio de cenas etéreas, nubladas, Sienkiewicz enfia desenhos infantis, quase sempre em tons de azul estourado, e faz rabiscos pop em cima de rostos mais reais, com setas indicando palavras soltas.


1986 (FRANÇA)LE FÊME DU MAGICIEN, de Jerome Charyn, desenho de François Boucq, ganha o prêmio Alfred no Festival de Angouléme.

1986 (BRASIL)A Press Editorial lança o álbum PARALELAS, com histórias interplanetárias do brasileiro Watson Portela. Ele segue a linha das ficções científicas europeias.

1986 (JAPÃO) - AKIRA obra prima de Katsuhiro Otomo. Manga no Japão em preto e branco,enriquecido nos EUA com cores computadorizadas de Steve Oliff. Sucesso no mundo todo, vira um desenho animado de longa metragem, com inovações técnicas. No Japão do futuro, gangues, governo e telecinéticos entram em choque.


1987 (EUA) - ORQUÍDEA NEGRA. Criação de Neil Gaiman e Dave Mckean. Mistura delicada de feminismo e violência. Desenhos em cores suaves. Usando uma técnica mista que mistura tinta e óleo com tinta spray para carros e filtros de tecido sobre aquarelas, o desenhista Dave Mckean trabalhou as imagens da minissérie mantendo apenas o tom do uniforme da Orquídea, cor púrpura, intacto. Os cenários mudavam de tonalidade de acordo com a situação e o estado de espírito dos personagens.

1987 (EUA)O ano marca o início de grandes acordos entre editorasa First Comics de Chicago com as japonesas, difundindo a história de Kozure Okami (The Lonely Wolf, em inglês). A Eclipse Comics, da Califórnia e a editora Kodansha, firmaram-se contratos para a edição de várias histórias, entre elas, Kamui, de Sampei Shirato.

1987 (ALEMANHA)O HOMEM IDEAL (Der Bewegte Mann) de Ralf König, o maisbem-sucedido cartunista alemão da atualidade (König, criador também da série Conrad e Paul, tematiza o mundo dos homossexuais, e com isso estes ganham seu espaço nas HQ. O Homem Ideal ganha adaptação cinematográfica em 1994).


1987 (BRASIL)Depois de quase um ano de extensa pesquisa, educadores, professores, orientadores, pedagógicos e alunos foram ouvidos e indicaram suas preferências quanto ao livro paradidático: teria de ser curto, com temas atuais, muita ação a poucos personagens para que os alunos lessem com prazer; pratico, para ser adotado pelos professores com a frequência necessário para criar o hábito da leitura; um livro onde a presença dos quadrinhos, tão familiar desde a infância, tivesse a função de motivar e introduzir o aluno à um texto mais denso. Resultado: a Editora Brasiliense lança a COLEÇÃO PRETO NO BRANCO.

1987 (EUA) - RONIN. Criação de Frank Miller. Miller declara seu amor aos mangas com esta mini-série, usando os mesmos traços e a diagramação típica dos quadrinhos japoneses. A violência estilizada, os movimentos cinematográficos, o slow motion, a fragmentação da ação, a escola, tudo dentro da tradição nipônica. Made in EUA. Samurai errante é reencarnado numa Nova Iorque futurista para combater demônio que se delicia com os avanços da nanotecnologia.

1987 (BRASIL)Em três anos de charges diárias, o desenhista paulista Chico Caruso conseguiu reunir mil trabalhos em nanquim e cor. Dessa avalanche de tintas e traços, o artista selecionou cerca de 500 charges para publicação de dois livros: NOVA REPÚBLICA-VELHO TESTAMENTO e NOVA REPÚBLICA-NOVO TESTAMENTO, uma co-edição da Brasiliense e Circo Editorial da série Traço e Riso.

1987 (ITÁLIA) - DRUUNA.  Criação de Paulo Eleuteri Serpieri. Este professor de desenho anatômico em Roma, estoura no mercado mundial com uma ficção científica cujos monstros disformes encantam Fellini, enquanto os leitores preferem as formas exuberantes da heroína. A bela e a fera.


-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home