20 maio 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (77)



1984 (BRASIL) - Henfil lança pela Editora Record, o livro Diretas Já!, uma seleção do melhor que Henfil já escreveu e desenhou sobre o assunto. É um retrato perfeito e também a face tragicômica de situação política do país, vista por um artista político dos melhores.


1984 (ALEMANHA) - As histórias do escritor americano Charles Bukowski são quadrinizadas pelo desenhista alemão Mathias Schultheiss: Delírios Cotidianos. O resultado é um pesadelo gráfico de altas qualidades, visceral. Um gibi sensual, para estômagos fortes. Foi originalmente publicado na Alemanha, em duas séries: Der Lange Job e Kapput in der City. Visualmente, Schultheiss detalhou à perfeição as personagens físicas, humanas e emocionais do texto de Bukowski.

1984 (BRASIL) - O desenhista Chico Caruso lança a coletânea Não Tenho Palavras, reunindo 149 charges publicadas na imprensa nos últimos três anos. O livro pode ser lido como uma sequência dos momentos mais relevantes da História recente do país.O livro é uma espécie de história gráfica da política brasileira recente. Começa com o episódio da bomba do Riocentro, a 1º de maio de 1981 e termina com o ‘Indiana Jones’ Tancredo Neves desbravando vitorioso a selva da política brasileira.



1984 (FRANÇA) - O francês Philippe Bertrand cria em episódios na revista Pilote, Linda. Um ano depois a série é reunida no álbum pela Dargaud. Ambientada numa simbologia pop, uma rearticulação de signos de consumo numa perspectiva erótica, quase erógena (sapatos, batons, lingeries, arquitetura de interiores), Linda é constituída num tom progressivo, com um roteiro mínimo, feito de frases repetidas.

1984 (BRASIL) - Criado por Luis Fernando Veríssimo, o detetive Ed Mort é lançado em quadrinhos através dos traços de Miguel Paiva no jornal O Globo. Ed Mort é uma espécie de Macunaíma da área policial - investigador cínico e arrogante, sem nenhum caráter, que convive com ratos e baratas num escritório mal cheiroso e sombrio. Trabalho pouco. Mas procura manter a classe mesmo nos raros momentos em que consegue ter dinheiro para se deliciar com um pedaço de pizza e uma Fantauva, refeição predileta por necessidade.

1984 (BRASIL) - O desenhista Célus cria no Diário da Tarde, de Belo Horizonte, o grilo Fasta Pasta. Foi publicado durante sete meses. Em 1987 foi publicado no Estado de São Paulo.

1984 (FRANÇA) - É lançado o filme As Aventuras de Gwendoline na Cidade Perdida, dirigida por Just Jaeckin. No elenco, Tawny Kitaen no papel título e Brent Huff. O filme é baseado na história em quadrinhos.

1984 (EUA) - No dia 07 de março, morre, aos 64 anos, vítima de câncer, Carl Burgos. Ele começou sua carreira nas HQs em 1936. No ano seguinte criou o famoso Tocha Humana, desenhando-o até 1942, quando se alistou no Exército. Burgos voltara aos quadrinhos na década de 50 para desenhar histórias de guerra e terror.

1984 (BRASIL) - Watson Portela passa para a Press Editorial suas ficções. No gibi Mundo do Terror, Palalelas passou a ser uma nova série de ficção.

1984 (EUA) - O cartunista norte americano Mike Peters cria Grimmy, um cachorrinho com ar sapeca, olhos grandes e focinho vermelho.

1984 (EUA) - Em maio, a minissérie Guerra Secreta (Secret Wars) executa uma missão estratégica para os homens do marketing da Marvel. Relacionando-se com praticamente todas as revistas da editora e causando repercussões significativas no universo dos super-heróis (como a introdução do uniforme alienígena do Homem Aranha), a minissérie não foi lançada nas bancas, mas apenas no nascente mercado das comic stores, lojas especializadas em quadrinhos. O truque, como não poderia deixar de ser, foi best seller, assinalando a viabilidade da distribuição alternativa - o lado positivo da experiência. Mas os lucros com Secret Wars não se restringiram às vendas da série. Toda a linha Marvel teve um significativo aumento de vendagem.

1984 (EUA) - A atriz Mae Questel gravou a voz de Popeye na versão do videogame da Parker Brothers, além de fazer vários shows na Broadway.


1984 (FRANÇA) - O desenhista Philippe Bertrand produz Olympia com roteiro de Buncher, em A
Suivre: um trabalho ultramoderno com cortes geométricos, as figuras soltas na página como se o suporte fosse um móbile casual assimétrico.
 

1984 (EUA) - Richard Fleicher dirige o filme Conan, o Destruidor. O cimério é interpretado por Arnold Schwarzenegger. Tendo ainda no elenco Grace Jones e Will Chamberlain.

1984 (EUA) - No dia 12 de fevereiro falece Lyman Young, o criador de Tim Tyler’s Luck.

1984 (BÉLGICA) - Foi criada o Centre de la Bande Dessinee.

1984 (BRASIL) - No 8º Festival de Arte, realizado em João Pessoa, foi criada a Associação dos Quadrinistas da Paraíba. O órgão se propõe a congregar desenhistas, roteiristas e conhecedores dos quadrinhos.

1984 (INGLATERRA) - Fundada The London Cartoon Centre, a primeira escola independente de cartoons após um workshop sob a direção do desenhista David Lloyd (V for Vendetta), Amalia Redon e David Moran. A escola oferece aulas de todas as modalidades de desenho (não apenas caricaturas ou desenho de humor) bem como aulas para desenvolver roteiros e textos para quadrinhos. Dentre seus professores encontra-se David Lloyd, Dave Gibbons (Watchmen), Alan Moore (Watchmen, V for Vendetta), Win Wiacek, Donald Roown, John Higgins, Arthur Ranson, entre outros.

1984 (EUA) - A partir de um poema épico da Velha Inglaterra, Jerry Bingham desenvolveu para a First Comics, o complexo projeto de adaptar Beowulf para as HQ. As doze centurias originais foram exprimidas em 46 páginas, e as rimas entoadas por um bardo deram vez à prosa narrativa (as 21 mil palavras do texto literário tornaram-se pouco mais de três mil). Vencendo o demônio Grendel ou dragões multicefálicos, o herói é celebrado como “a apoteose das virtudes civilizadas”, segundo a crítica especializada. Mas o editor preferiu anunciá-lo como “o primeiro bárbaro do gênero espada e magia”(o poema data do século V). Destaque para a arte bem cuidada, com referências a Neal Adams, John Buscema e Barry-Windsor Smith. 

1984 (FRANÇA) - O cartunista francês Dimitri (pseudônimo de Guy Mominoux) lança em Paris pela Dargaud Éditions o álbum DEO GRATIAS (Graças a Deus) que reuniu em revistas as curtas novelas de humor negro publicadas em abril de 1982 pela Charlie.

1984 (BRASIL) - A Vida do Padre Cícero, com argumento de Assis Tavares e desenhos de Carfil dá início a série da Coleção Mitos do Nordeste, lançado pela Editora Bel Publicações Ltda, em Fortaleza, Ceará. A obra é comemorativa do cinquentenário da morte do Padre Cícero.

1984 (BRASIL) - A Editora Marco Zero lança As Indecências e Desmandos do Herói Macunaíma em sua Passagem pela História da Terra Brasil. É o primeiro volume da Coleção Esparrelas do Brasil que marca a entrada da Editora Marco Zero no mercado editorial de HQ. Roteiro de Luiz Antonio Aguiar. Desenhos de Jorge Guidacci. “O personagem folclórico Macunaíma não foi escolhido por acaso para iniciar a coleção - diz Luiz Antonio -, pois a nossa pretensão, pretensão mesmo, é fazer com que Macunaíma dos quadrinhos seja para a HQ nacional o que o ‘herói sem caráter’ de Mário de Andrade foi para a literatura brasileira”. Mas não se trata de uma adaptação  do livro, e sim a utilização do personagem para contar um pouco da história do Brasil. Edição de Domingos Demasi.

1984 (ESPANHA) - Felipe Hernandez Cava edita a revista de HQ Madriz, um marco na “movida” espanhola e, contemporaneamente, no boom dos quadrinhos espanhóis dos anos 80. Editada pela administração municipal da cidade, a revista Madriz (o nome vem da pronúncia madrilenha da palavra Madrid) foi uma das primeiras a publicar autores que passaram a ser figuras de destaque na HQ espanhola e mundial. A revista circulou até 1987.

1984 (BRASIL) - Ziraldo lança pela Editora Record o livro 1864-1984: 20 Anos de Prontidão. São diversas charges publicadas principalmente no Pasquim e no Jornal do Brasil. O livro mostra como o cartum político brasileiro que, até Geisel, era basicamente conceitual (como se os personagens não tivessem rosto - alguns daquele tempo não tinham, sequer o pescoço, como Castelo Branco), foi se voltando cada vez mais para a caricatura.


1984 (BRASIL)No Oitavo Festival de Arte, realizado em João Pessoa, foi criada a ASSOCIAÇÃO DOS QUADRINISTAS DA PARAÍBA. O órgão se propõe a congregar desenhistas, roteiristas e conhecedores dos quadrinhos.

1984 (EUA)Estreia do filme SUPERGIRL. Helen Slater faz o papel da heroína do planeta Krypton e a inimiga da heroína é a terrpivel Selena, uma bruxa interpretada por Faye Dunaway.

1984 (EUA)JUBILEU DE OURO DO PATO DONALD (Donald Duck´s Birthday Porty). Trata-se de uma retrospectiva dos melhores momentos da longa carreira deste pato enfezado, de temperamento irracível e voz esganiçada. Desenho animado de 73 minutos de duração.

1984 (BRASIL)É lançado o livro sobre J. Carlos, com texto de Irmã Arestizabal e a mostra J. Carlos 100 anos com original de mais de 300 desenhos e material impresso na Sala Funarte Sidney Miller (Rio).

1984 (EUA)O inglês Alan Moore assume os roteiros do personagem MONSTRO DO PÂNTANO, revolucionando a série e tornando-a um clássico das HQ na DC Comics.  A Marvel inicia o megaevento GUERRAS SECRETAS, que, apesar de irregular, exerce grande importância nacronologia dos heróis da editora.


1984 (BRASIL)O personagem nasceu de um livro de sucesso, o MENINO MALUQUINHO, criação de Ziraldo. Garoto urbano, irreverente, original e com toda a força da lógica infantil. Sua primeira aparição nos quadrinhos aconteceu na Revistinha do Ziraldo, tentativa frustrada de atingir o público infantil com uma publicação excessivamente intelectualizada, que não passou do número seis. Agora, o garoto volta à cena, muito menos conceitual e muito mais ativo. Seus amigos são Bocó, Julieta, Adão (o menino mais bonito do mundo) e Forbes, um crioulinho paupérrimo, são alguns deles. O número de estreia saiu pela Editora Abril.

1984 (EUA)TEENAGE MUTANT NINJA TURTLES (As Tartarugas Ninja), de Kevin Eastman e Peter Laird, uma das mais bem-sucedidas HQ independentes de todos os tempos.

1984 (BRASIL)Ziraldo lança pela Record o livro 1964-1984: 20 Anos de Prontidão. São diversas charges publicadas principalmente no Pasquim e no Jornal do Brasil. O livro mostra como o cartum político brasileiro que, até Geisel, era basicamente conceitual (como se os personagens não tivessem rostoalguns daquele tempo não tinham sequer o pescoço, como Castelo Branco), foi se voltando cada vez mais para a caricatura. E Henfil lança pela mesma editora, o livro Diretas Já!, uma seleção do melhor que escreveu e desenhou sobre o assunto.

1985 (ALEMANHA)As histórias do escritor americano Charles Bukowski são quadrinizadas pelo desenhista alemão Mathias Schultheiss: DELÍRIOS COTIDIANOS. O resultado é um pesadelo gráfico de altas qualidades, visceral. Um gibi sensual, para estômagos fortes. Foi originalmente publicado na Alemanha, em duas séries: Der Lange Job e Kapput in der City. Visualmente, Schultheiss detalhou à perfeição as personagens físicas, humanas e emocionais do texto de Bukowski.

1984 (INGLATERRA)A BALADA DE HALO JONES, de Alan Moore e Ian Gibson, na revista 2000 A. D. (concomitante com o trabalho do autor com Monstro do Pântano.

1984 (BRASIL)A VIDA DO PADRE CÍCERO, com argumento de Assis Tavares e desenhos de Carfil início a série da Coleção Mitos do Nordeste, da Editora Bel Publicações Ltda, em Fortaleza, Ceará. A obra é comemorativa do cinquentenário da morte do Padre Cícero.

1984 (JAPÃO) - Akira Toriyama inicia DRAGON BALL, o mangá mais vendido de todos os tempos e uma das séries de maior sucesso no Ocidente.

-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

2 Comentários:

At 8:44 AM, Anonymous Anônimo said...

Olá Gutemberg! Sou bibliotecária e gostaria de seu contato para uma possível parceria, em formato de oficina, numa biblioteca pública. Por favor, peço que envie seu email.
Bruna

 
At 8:19 AM, Blogger Gutemberg said...

Bruna, estou à disposição.
Meu email é
gutecruz@bol.com.br

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home