27 janeiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (14)



1929 (BRASIL) - No dia 25 de outubro a Editora Vecchi publica, em formato tabloide, com 12 páginas (quatro coloridas) a revista MUNDO INFANTIL, com histórias em quadrinhos norte-americanas como Procópio e Sofia (Pafúncio e Marocas), Miau Miau (Gato Felix), Capitão Cocoricó (Os Sobrtinhos do Capitão), Balthazar e Cia. Mundo Infantil não durou nem um ano.


1929 (EUA) - No dia 07 de janeiro surge a primeira HQ de ficção científica, BUCK ROGERS. A série foi concebida pelo escritor de ficção científica Phil Nolan, que adaptou de um romance seu, e os desenhos ficaram por conta de Dick Calkins, que permaneceu assinando a série durante 18 anos, passando-a depois para outros, entre eles Murphy Anderson e George Tuska. Embora o desenho de Calkins fosse bastante rude e inferior ao dos seus continuadores, foi justamente no seu período que a história teve mais êxito. Buck era um tenente da Força Aérea norte americana que despertou, após um sono de cinco séculos, no mundo futuro: uma América devastada e ocupada pelos mongóis. Ele ajudou a derrotá-los e libertar a sua pátria, mas depois disso surgiram outras ameaças.

Acompanhado da namorada Wilma e do Dr. Heuer, Buck viveu inúmeras aventuras e foi durante algum tempo o mais popular personagem de ficção científica, sendo destronado apenas quando Flash Gordon surgiu, cinco anos depois. Desaparecendo em 1967, Buck voltou nos anos 70, graças a um filme e um seriado televisivo, ambos medíocres. Buck Rogers é uma criação literária. O personagem foi extraído da novela Armageddon 2419, de Philip Nowlan, sobre um piloto da Primeira Guerra que fica em animação suspensa até o século 25.
 
1929 (EUA) – É publicada a primeira revista com historietas especialmente desenhadas: The Funnies. O gerente de circulação do New Fiction Company, Georges Delacorte publicou a revista durante 13 edições. Impresso a cores, em formato tabloide.

1929 (EUA) – Primeira apresentação de Silly Simphonies (Sinfonias Alegres), de Walt Disney.

1929 (EUA) - Darrell McClure lança as aventuras de uma menina, LITTLE ANNIE ROONEY, e seu fiel companheiro, o cão Zero.

1929 (EUA) - Noel Sikles continua a desenhar SCORCHY SMITH, criado por John Terry. Foi quem utilizou pela primeira vez o desenho a pincel.

1930 (EUA) - Harry ONeill cria um dos primeiros westerns para as HQ: BRONCO BILL. ONeil desenhou sua última tira no dia 08 de julho de 1950.

1930 (EUA) - A 15 de setembro, em plena Grande Depressão, Murat (Chic) Young cria BLONDIE
(Belinda), um misto de quadrinhos de humor e aventuras de uma família. Ela pobre, ele rico. A família dele os deserdou. Ficaram lutando pelo dia-a-dia, como pequenos burgueses. Tal como Pafúncio e Marocas, o grande sucesso dasfamily strips. Ao ser deserdado pela família passou a viver como milhões de americanos da classe média em plena depressão. Enfrentou a situação com humor e lirismo. Logo nasceu um bebê que cativou ainda mais os fãs. A mulher era independente, livre, mas esposa, dona do lar. Milhões de americanos se identificaram com essa família. Uma das historietas mais lidas no mundo.

Belinda é uma linda jovem loura de classe média que namora com Alarico, playboy, filho de um milionário. A 17 de setembro de 1933, contra a vontade da família, Alarico casa-se com Belinda, sendo deserdado pelo pai. Belinda transforma-se na esposa dedicada de Alarico, sua companheira para todos os momentos. Em 1934 nasce o primeiro filho do casal, e sete anos depois a filha. A essa altura, Belinda e Alarico eram tão famosos nos EUA que, quando ela estava grávida.


Young recebeu cerca de 400 mil cartas com sugestões para o nome do bebê. A simplicidade do desenho de Young, seu humor agradável, direto, sentimental, em cima dos temas do cotidiano, seu otimismo, transformaram a família de Alarico no símbolo da vida familiar dos Estados. Belinda, a primeira tira a ser publicada em mais de 1000 jornais (marca que seria alcançada - e ultrapassada - posteriormente, por tiras como Recruta Zero, Peanuts, Hagar o Horrível, Garfield e Calvin) e uma das três mais vendidas do mundo (ao lado de Peanuts e Garfield)


---------------------------------------------------------------------


Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home