21 janeiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (12)



1928 (EUA) - Lyman Young cria a série TIM TYLER´S LUCK, cujo início nos jornais americanosse deu a 13 de agosto. Tim era um office boy numa companhia de aviação e seu sonho de se tornar piloto correspondia ao de todos os jovens da época. Tim era um órfão que adorava aviões e a vida livre e, justamente com seu amigo Tom, isso os levou a uma série de aventuras, até se perderem na África, após desastre de avião, em 1931.


O personagem surge um pouco antes do início oficial da safra de historietas de aventuras que explodiram com os anos 30. A princípio, uma historieta sentimental, a série foi tomando um tom aventuresco com a participação de seu companheiro Spud (Tom), culminando com um período de aventuras no continente africano entre 1932 e 1940.

A guerra os levou de volta para os Estados Unidos, onde serviram na Marinha, e no tempo de paz voltaram para a África para retornar o filão anterior. A série acabou se tornando famosa entre os estudiosos de quadrinhos pela quantidade e qualidade de desenhista que a ajudaram seu autor. A historieta foi sempre entregue a inúmeros assistentes anônimos e não se sabe o que Lyman Young realmente desenhou de Tim Tylers.

Um deles - Alex Raymond - praticamente desenhou sozinho as tiras diárias e as páginas dominicais, de 1932 e 1933, largando a série para começar a ilustrar sua obra prima, Flash Gordon. Outro, Charles Flanders, durante algum tempo foi responsável pelas páginas dominicais, que largou para substituir Allan Dean na série Rei da Polícia Montada e Alex Raymond no Agente Secreto X-9, passando mais tarde a dedicar-se exclusivamente à sua criação, The Lone Ranger. Outros desenhistas: Nat Edson, Burne Hogarth. Desde 1952, a tira diária é oficialmente creditada a Lyman Young e seu filho Bob, e a página dominical passou a levar a assinatura de Tom Massey até 1962, quando deixou de ser publicada. No Brasil, em 1934, a série, quando publicada no Suplemento Juvenil, pelo Grande Consórcio de Suplementos Nacionais, recebeu o nome de Tim e Tok.
 
1928 (EUA) - È criada a série JANE ARDEN por Monte Barret (texto) e Frank Ellis. Este desapareceu misteriosamente alguns anos depois e o sindicato contratou o desenhista Russel Ross. Jack McGuire se encarregava das páginas dominicais e depois de Ross a tira passou para Jim Speed, e, por último, para Bob Schoenke. Jane era repórter de um grande jornal metropolitano, e às vezes se tornava detetive. Depois passou a ser correspondente de guerra.

1928 (EUA) - Surge o bravo aviador TAILSPIN TOMMY, criado por Glen Chaffin (texto) e Hal Forrest (desenhos). Apesar da pobreza dos desenhos e doexcesso de didatismo da história, essa foi provavelmente a mais popular história de HQ do período, durando até 1942 e sendo transposta também para o cinema.
 
1928 (EUA) - Durante uma viagem de trem que Walt Disney fazia de Nova Iorque a Los Angeles surgiu o ratinho MICKEY, desenhado por Ub Iweks, seu principal colaborador. O personagem era um ratinho magro, olhos redondos, enormes orelhas achatadas, cara de gente, braços finos, pernas compridas, e de nome Mortimer. Sua roupa: calção pequeno, com dois botões, enormes sapatos e um par de luvas.

O personagem era triste. Depois, ficou otimista e ganhou um novo nome, Mickey Mouse, por sugestão da mulher de Disney. A primeira imagem de Mickey, quando ainda se chamava Mortimer, era magra, longilínea.  Não deu certo. Até que Ub Iwerks deu o toque de mestre: a figura passou a ser brevilínea, gorda, arredondada. A cara de Mickey tem uma estrutura fundamental para a percepção humana: são três círculos integrados, e o círculo, como dizia o psicólogo Carl Gustav Jung, é o símbolo da totalidade psiquica, da integração pessoal.  A mandala tem um poder psicológico que os veículos de comunicação de massa sempre conheceram.
 
1928 (BRASIL) – A Gazeta de São Paulo lança sua edição infantil, Gazetinha, depois A Gazeta
Juvenil.

1928 (BRASIL) É lançado O Cruzeiro, revista semanal ilustrada. Além de grandes reportagens, o humor de Millor Fernandes (O Emanuel Vão Gogo, do Pif Paf), o de Borjalo, as criações irreverentes de Ziraldo, a linha muito especial de Carlos Estevão e do torturado Péricles e deu famoso Amigo da Onça. Em 1975 a revista
pára de circular.

1928 (ARGENTINA) – Dante Quinterno cria Potoruzu. Indio da Patagônia, com um traje folclórico caricaturado – calças arregaçadas, poncho, boleadeiras de uma pena na cabeça.

-------------


Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929

1 Comentários:

At 6:32 PM, Blogger Luz13 said...

Oi gostei do blog. Veja as previsões de Aline, da Cidade das Pirâmides, para o ano de 2014. https://www.youtube.com/watch?v=6v_iFO6_dyc Abçs

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home