16 janeiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (9)



1913 (EUA) - PAFÚNCIO E MAROCAS (Bringing up the Father). Criação de George McManus.Começou como tira, e depois se estabeleceu também como página domingueira. O ápice dasfamily strips. É a imagem do burguês novo rico americano. Pafúncio é um trabalhador que ganha na loteria e de um humilde personagem passa a conviver com o peso da ostentação. A mulher Marocas, ex-lavadeira e a filha Rosinha vestem roupas da última moda e vão a chás e reuniões beneficentes promovidas pela alta sociedade, enquanto Pafúncio se refugia entre os velhos amigos, jogando carta e bebendo. Obra expressiva na crítica aos novos-ricos e seus valores muitas vezes risíveis. Desencadeia um surto de comics que criticavam o matriarcado norte-americano. Os conflitos familiares são tão bem explorados por McManus que Pafúncio e Marocas constituiu a primeira HQ que se tornou internacionalmente famosa. O tema da vida em família, a partir de então, passou a ser explorado por grande número de HQ que a ela se seguiram.


1913 (BRASIL) – O baiano Cícero Valadares, com o pseudônimo de Dudu, começa a desenhar historias infantis na revista O Tico Tico – Simbad o marítimo, Ali Baba e os quarenta ladrões.

1914 (JAPÃO) - É editada a revista CLUBE DOS RAPAZES (Shonen Club) como um prenúncio da indústria do mangá (quadrinho japonês) direcionada de acordo com o sexo do leitor.

1914 (BRASIL) - Devido à guerra, a remessa do jornal americano para o Brasil ficou prejudicada. E Luís Loureiro que decalcava Buster Brown e Tige, de Outcault para a revista O Tico Tico passa a criar situações brasileiras.

1914 (INGLATERRA) – H.S.Foswell lança The Bruin Boys, animais humanizados, vestidos como garotos em trajes britânicos.

1914 (EUA) – Harry Hershfield começa Abie the Agent, classificada como a primeira historieta adulta da América.

1915 (BRASIL) - Aparece pela primeira vez, BENJAMIN, companheiro de Chiquinho no Tico Tico.Levei para os quadrinhos um Benjamin que morou na minha casa durante muito tempo. Era um pretinho muito vivo, de seus oito anos, que trabalhava como menino de recado. Benjamin estava sempre dando palpites sobre as aventuras de Chiquinho. E que costumava dar palpites na vida do Chiquinho. E eu doido para botar o Benjamin na história. Um dia, botei, conta o desenhista Luiz Gomes Loureiro. As aventuras de Chiquinho transcorriam em ambiente doméstico. Nunca o personagem teve o comportamento de seu inspirador americano, Richard Felton Outcault, que era ácido, crítico e contestador. Chiquinho era criança bastante ingênua, como ingênuo era o Rio de seu tempo. Suas aventuras eram, na verdade, travessuras, como foram as de seu próprio desenhista, Loureiro.

1915 (ESPANHA) – Surge Dominguín, uma das primeiras revistas de quadrinhos espanhois.

1915 (FRANÇA) – Série de desenhos para Le Potomak, de Jean Cocteau.

1915 (EUA) – The Birth of a Nation (O Nascimento de uma Nação), de David W. Griffith. O cinema já é considerado arte.

1915 (INGLATERRA) – Buglar Bertie cria Archibald. Suas aventuras são publicadas no jornal londrino Comic Life.

1916 (EUA) - Reuben Lucius Goldberg, mais conhecido como Rube Goldberg cria interessante personagem: BOOB Mc NUTT, um rapaz meio bobo, simples e apaletado, que sempre se metia em encrencas e escapava deles sem nada perceber. A penetração foi tanta que a palavra boob, em inglês, passou a ser sinônimo de simplório.

1916 (BRASIL) – É realizado o I Salão de Humoristas Brasileiros, com a presença de Raul, K-Lixto, J.Carlos, Fritz, Belmiro de Almeida, e outros.

1916 (EUA) – É realizado o primeiro desenho animado a cores – The Debut of Thomas Cat, de autoria de J.R.Bray.

1916 (EUA) – TAD (T.A.Dorgan) enriquece a linguagem popularizando palavras e expressões como hot dog, baloney, etc.

1916 (EUA) – Krazy Kat, personagem de George Herriman, aparece no cinema, numa série de desenhos animados, até 1937. Depois de uma longa interrupção,, os desenhos voltaram a aparecer em 1963, em série especial para a TV. E, sempre que se saiba exatamente a razão de mudança – Krazy passou a ser gata. Para os veteranos que conheceram Krazy Kat em sua fase masculina, foi uma grande surpresa vê-lo apresentado pela televisão como A Gatinha Dengosa.

1917 (EUA) - Sydney Smith, seguindo a mesma linha de McManus, lança THE GRUMPS. No início a intenção para The Gumps era retratar uma família americana da classe média menos privilegiada, mas Sidney Smith, um homem muito dominado por dinheiro e por carros, acabou transmitindo a sua obsessão para os personagens de sua historieta. The Gumps era um enorme sucesso na década de 20.

1917 (ARGENTINA) – O Apóstolo, primeiro desenho animado de longa-metragem da Argentina, realização de Diógenes Taborda e Quirino Cristiani.

1917 (EUA) – Bud Fisher associou-se a Manny Gould e, juntos, produziram o primeiro desenho animado de Mutt & Jeff: Brincando com Fogo.

1917 (BRASIL) – No dia 16 de maio é lançada a revista de humor D.Quixote (durou até 1927), Nesse mesmo ano é lançado a revista Bahia Ilustrada que circulou até 1920.

1917 (BRASIL) – No período de 22 a 24 de janeiro, o Cinema Pathe, do Rio mostra a primeira tentativa de exibição de caricaturas cinematográficas animadas, realizadas por Alvaro Marins (Seth).
Um dos principais atrativos do filme era Nilo Peçanha em traço caricatural explodindo numa gargalhada de progressão crescente, bem fixada no traço. Dessa maneira, Seth passou a ser o precursor dos filmes de desenhos ou caricaturas animadas no Brasil.


1917 (ESPANHA) - Surge a revista TBO, publicação de HQ que, de tão influente, gerou o termo tebeos, como são conhecidas as HQ naquele país.




1917 (ARGENTINA) – O Apóstolo, primeiro desenho animado de longa-metragem da Argentina, realização de Diógenes Taborda e Quirino Cristiani.

1917 (EUA) – Bud Fisher associou-se a Manny Gould e, juntos, produziram o primeiro desenho animado de Mutt & Jeff: Brincando com Fogo.

1917 (BRASIL) – No dia 16 de maio é lançada a revista de humor D.Quixote (durou até 1927), Nesse mesmo ano é lançado a revista Bahia Ilustrada que circulou até 1920.

1917 (BRASIL) – No período de 22 a 24 de janeiro, o Cinema Pathe, do Rio mostra a primeira tentativa de exibição de caricaturas cinematográficas animadas, realizadas por Alvaro Marins (Seth). Um dos principais atrativos do filme era Nilo Peçanha em traço caricatural explodindo numa gargalhada de progressão crescente, bem fixada no traço. Dessa maneira, Seth passou a ser o precursor dos filmes de desenhos ou caricaturas animadas no Brasil.

1917 (BRASIL) – A partir de 26 de abril, no Cinema Haddock Lobo, a Kirs-Filme (omitindo o autor das caricaturas animadas) exibe Traquinices de Chiquinho e seu inseparável amigo Jagunço. Os protagonistas são os heróis da revista infantil O Tico Tico.

1918 (FRANÇA) – Louis Delluc, a partir de 28 de maio, inicia uma rubrica regular de critica cinematográfica no jornal Paris Midi.

1918 (BRASIL) – O baiano Djalma Pires Ferreira (Theo) começa a publicar seus cartuns no jornal A Tarde até 1922, e no Diário de Notícias (secção de esportes), em 1919.
 
1918 (EUA) – Tem início os primeiros filmes importantes de Charlie Chaplin.

1918 (EUA) – Tarzan surge pela primeira vez no cinema com os atores Elmo Lincoln (Tarzan) e Enid
Markey (Jane) da National Film. Foi o primeiro filme a ultrapassar a renda de um milhão de dólares.

1918 (EUA) - Antes de se iniciar uma reunião de gabinete, o Presidente Wilson dos Estados Unidos se deliciava com as aventuras de Krazy Kat, criação de George Harriman.

1919 (EUA) - Frank King cria a série GASOLINE ALLEY com uma inovação importante: o envelhecimento progressivo dos personagens, no mesmo ritmo de seus leitores.

1919 (EUA) - Billy De Beck cria em dezembro: BARNEY GOOGLE. Mais tarde com a inclusão de outro personagem, a tira passou a chamar-se Barney Google e Snuffy Smith. Barney era um pequeno empregado que, logo, transformou-se numa figura típica da época - o homenzinho que vive nos hipódromos. Sua procura do grande golpe da sorte o leva a conhecer Snuffy Smith, sujeito muito ignorante, proprietário de um cavalo, que, depois, revela-se um às das corridas. O ponto alto dessa HQ é a linguagem. Barney Google é um homenzinho de gravata borboleta e cartola. Trata-se de uma figurinha típica da sua época que tenta a sorte recorrendo aos mais incríveis subterfúgios. Falando uma gíria rica e intraduzível, vive à margem dos hipódromos à espera do bom palpite.

1919 (EUA) – Edgar Rice Burroughs compra a propriedade do General Harrison Gray Otis, na Califórnia, de cerca de 200 hectares, dando-lhe o nome de Fazenda Tarzana.

1919 (EUA) – Johnston McCulley cria o Zorro, de capa e espada

---------------------------------------------------------


Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home