17 março 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (44)




1960 (BÉLGICA)O ator Jean Pierre Talbot encarna o personagem Tintin pela primeira vez no cinema no longa metragem TINTIN E LE MYSTÈRE DE LA TORSON  D´OR. Os filmes de animação vieram depois.

1960 (BRASIL) – Em outubro, um garoto de cabelos espetados faria sua primeira aparição na tira do BIDU e, em pouco tempo, esse coadjuvante roubaria o lugar do Franjinha como o “dono” da turma. Era o Cebolinha, personagem inspirado mais uma vez nas memórias de infância de Maurício de Sousa

1960 (BRASIL) – Em busca de novas ideias, Mauricio de Sousa lançou uma tira bem diferente pelos jornais do grupo Diários Associados. Inspirado pelas clássicas histórias do Brucutu, o artista criou PITECO, um divertido homem das cavernas. E foi nas tiras do Piteco que o famoso dinossauro HORÁCIO faz sua primeira aparição. O simpático tiranossauro vegetariano ganharia uma série própria de tiras em 1963.

1960 (INGLATERRA)Frank Dickens cria na revista Private Eye, BRISTOW, um representante típico da classe média: chapéu preto, guarda chuva e maleta debaixo do braçotrabalha no escritório de uma grande companhia: a Chester Perry Co. Ltda, e se desenrola as suas peripécias e as de seus amigos. Ele tem consciência de sua condição de obscuro homenzinho na multidão e mantém intacta uma incrível carga contestária.

1960 (EUA)A primeira aparição da LIGA DA JUSTIÇA DA AMÉRICA aconteceu em fevereiro na revista Brave & Bold n.28 e, em outubro do mesmo ano, o grupo ganharia título próprio. A ideia de seus criadores, Gardner Fox, Julius Schwartz e Mike Sekowsky, era repetir a dose de sucesso que haviam conseguido na Era de Ouro dos quadrinhos com a Sociedade da Justiça da América. A primeira história da Liga mostrava que a equipe havia sido fundada pelo Flash, Lanterna Verde, Aquaman, Mulher Maravilha, Ajax, Super Homem e Batman. Porém, a partir da Crise, todo o universo DC foi remodelado.

1961 (EUA) - QUARTETO FANTÁSTICO. Criação de Stan Lee e Jack Kirby. Lee e Kirby dariamvida a inúmeros heróis, como Homem-Aranha (Lee e Steve Ditko), Thor, Hulk (1962), X-Men, Dr. Estranho, Homem de Ferro (Lee e Don Heck), (1963), Daredevil (DemolidorLee e Bill Everett) (1964), Pantera Negra (o primeiro super-herói negro) e Surfista Prateado (1966), além deressuscitaros heróis Capitão América (que torna-se membro do grupo Vingadores, formado em 1963) e Namor, e reformular outros anteriormente criados, como o Tocha Humana: a Marvel Comics, ouCasa das Idéiasrenova o gênero super-herói e agita o mercado das HQ;

1961 (BRASIL)A TV Tupi lança a série VIGILANTE RODOVIÁRIO. A série de 26 capítulos era estrelada por Carlos Miranda, um ator amador que acabou encarnando por toda a vida seu personagem (transformou-se ele mesmo em vigilante rodoviário). O objetivo da série era de concorrer com Rin Tin Tin, Papai Sabe Tudo e outros. Vigilante Rodoviário foi apresentado pela última vez entre 1975 e 76 na Globo. E nos anos 80 pela TV Cultura.

1961 (EUA)O editor Julius Schwartz e Gardner Fox cria outro herói espacial (o primeiro foi Adam Strange) lendário: GAVIÃO NEGRO. Fox havia escrito a série original de Gavião Negro nos anos 40. Foi aescolha óbvia do editor para reviver o personagem. Mas quando o primeiro Gavião Negro era Carter Hall, a reencarnação de um príncipe egípcio chamado Khufu, o novo Gavião Negro seria Kayar Hol, um policial do planeta Thanagar.


1961 (ESPANHOL)O espanhol Antonio Hernández inicia-se nos quadrinhos ilustrando Doc savagem para a revista Rollan.

1961 (EUA)Gilbert Shelton cria WONDER WART-HOG, o suíno de aço, um porco machista, reacionário, repressor e chauvinista que abriu caminho para uma longa série de anti-super-heróis no underground americano.

-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home