07 fevereiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (23)




1937 (BRASIL) - Com o sucesso do Suplemento Juvenil, surge o CENTRO JUVENILISTA, criado por grupos de colegiais que mereceram o apoio dos jornais e revistas de quadrinhos. O Centro lançou uma campanha em prol da paz e da alfabetização. E isto numa época em que o Brasil registrava índice altíssimo de analfabetismo, superando os dois terços de sua população global.

1937 (BRASIL) - Por volta de 1937 e 39 um padre, de uma cidade de Minas, fazia uma campanha sistemática no jornal dele, dedicando toda a primeira página do jornal católico contra as HQs.

1937 (BRASIL) - Com a implantação do Estado Novo e a criação do DIP, a caricatura e o humor entram em franca decadência. Impossibilitada a fazer crítica à política do país, a caricatura encontra um novo caminho para a sua expressividade: o combate ao nazi-fascismo. Nessa época, destaca-se Belmonte, autor de vários desenhos.

1937 (BRASIL) - Baseado no romance de Francisco Armond, com desenhos de Renato Silva é lançada (dia 28 de julho) no suplemento infantil A Gazetinha, A GARRA CINZENTA. O protagonista era um cientista louco, que mantinha sua identidade oculta por uma máscara de caveira. O sobretudo e o chapéu preto aumentava o clima de medo. Em 1939 passa a ser publicado na Editorial Sayrols do México e no jornal franco belga Spirou. Teve com páginas, reunidas em dois álbuns, editados também pela A Gazeta, em 1939.

1937 (CHINA) - Os ilustradores e caricaturistas organizam-se em Shangai, fundando um grupo cujo objetivo era a difusão da propaganda política por meio da caricatura para combater um invasor: o mesmo de quem eles aprenderam a técnica - os japoneses.

1937 (BRASIL) - Renato Silva publica sua primeira HQ em maio, no Suplemento Juvenil: NICK CARTER.
 
1937 (EUA) - Raeburn Van Buren foi um conhecido e talentoso ilustrador de magazines americanos até 1937, quando iniciou ABIE AN´SLATES. A série começou a ser publicada nos jornais americanos no dia 12 de julho em forma de tiras diárias. A história tinha como cenário uma típica cidadezinha americana, Crabtree Corners. A solteirona Abbie Scraple vai à estação esperar seu parente, Aubrey Eustace Scrapple (mais conhecido como Slats), vindo de New York. Esperando por um almofadinha do Leste, encontra um irrequieto jovem, briguento e sonhador. A velha Abbie empenha-se em domar o jovem Slats, transformando-o em mais um dos ingênuos habitantes da anacronica Crabtree Corners. E o consegue.

Apesar de dar nome à historieta, a solteirona Abbie acabou, com o tempo, ficando apenas com um papel secundário nela. Slats é um sujeito bom, leal e sua tia chama-se Abbie. Abbie anSlats, criado por Al Capp, depois escrito pelo seu irmão Elliot Caplin, ficou conhecido como retrato bucólico de uma América que não existia mais, interiorana. O humor de Praxeds Porcalhão, pai da linda Lucy, quase rouba a historieta, com sofisticadas ilustrações de Raeburn Van Buren. Acabou em 1971. No Brasil, Abbie anSlaters foi publicado com retoques nos desenhos e traduções mal feitas. Rebatizaram Slats de Mulambo, Bathless de Praxedes e outras bobagens.

1937 (FRANÇA) - René Pellos lança no semanário Junior, FUTUROPOLIS, uma das primeiras bandes dessinés francesas de ficção. Sem balões de texto, a narrativa era desenvolvida na lateral dos quadros, em tipos compostos. O título nome a uma cidade subterrânea dominada pela oligarquia intelectual - os Sábios. Num futuro remoto, os homens da superfície do nosso planeta teriam voltado à idade da pedra. Quando o musculoso Rao Quando o musculoso Rao e sua amiga Maia são enviados do subsolo para destruir os bárbaros, encontram uma comunidade simples, mas harmoniosa e honesta.

1937 (BRASIL)DR. OCULTO, desenhada por Leger e Reuths (pseudônimos de Jerry Siegel e Joe Schuster, criadores do Superman), foi a primeira HQ de terror publicada no Brasil, na revista Mirim.
------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home