10 fevereiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (24)



 
1937 (IUGOSLÁVIA) - Andrija Maurovic cria THE OLD CAT, história de faroeste.

1937 (BRASIL) - Millôr Fernandes inicia sua carreira como desenhista de humor na revista O Cruzeiro, na qual permaneceu por 25 anos, e durante 18 anos manteve nessa publicação a seção O PIF-PAF, com textos e desenhos de sua autoria sob o pseudônimo Emmanuel Vão Gôgo.

1937 (EUA) - É construída uma estátua em tamanho natural do marinheiro Popeye, em frente a prefeitura, bem no meio da cidade de Crystal City (Texas, região centro sul dos Estados Unidos). Auto-intitulada como a capital mundial do espinafre, Crystal City. Na estátua, Popeye foi retratado em uma de suasposes clássicas, com uma mão segurando o cachimbo e outra na cintura, e com seus músculos especialmente realçados para reforçar a competência do espinafre local. Crystal City é famosa, além disso, por seus campos de espinafre e pela feira anual do produto que a cidade comemora por uma semana.


1937 (EUA) - Surge nas telas o primeiro longa-metragem colorido de desenho animado, BRANCA DE NEVE E OS SETE ANÕES, assinado pela dupla Walt Disney e Ub Iwerks.

1937 (BRASIL) - Dia 16 de maio surge Mirim, publicação do Grande Consórcio de Suplementos Nacionais.

1937 (BRASIL) - O Globo lança O Globo Juvenil que circula até 1950.

1937 (EUA) - PATO DONALD. Estreou em 09 de junho de 1934, como coadjuvante no filme A Pequena Galinha Esperta (The Wise Little Hen), integrante da série que Disney realizava na época, as Silly sinphonies (sinfonias tolasousinfonias ingênuas). Foi desenhado por Art Babbit, Dick Huemer e Fred Spencer. ClarenceDuckyNash - como ficou conhecido - estaria em todos os filmes que se seguiram, aliando o sucesso do personagem à sua voz estridente e um tanto difícil de compreender, mas que se encaixava com perfeição no personagem. Com a voz de Nash, o personagem ganhou nova vida, sugerindo as atitudes e expressões que seriam postas no papel.


O produtor e sua equipe de animadores foram pegos de surpresa quando o público começou a escrever cartas pedindo novos filmes não para a heroína que dava nome ao filme, mas para o coadjuvante fanfarrão que vestia blusa de marinheiro. Daí para a frente, o que se viu foi uma carreira em ascensão. Em setembro, aparece pela primeira vez fora do cinema, nas tiras dominicais Silly Symphony como coadjuvante do vizinho Mickey. Era desenhado por Al Taliaferro, embora a assinatura fosse de Disney. Em seu primeiro destaque nas tiras, o Pato Donald mostrou o exagero do seu temperamento dando tiros contra uma parede, destruindo-o apenas para matar um mosquito. O personagem conquistou o público por ter defeitos como todo mundo - o pato mais mal-humoradoe amadodo planeta.

1937 (INGLATERRA) - No dia 22 de março aparece no jornal Daily Mirror a primeira tira de BUCK RYAN, criação do desenhista Jack Monk e do escritor Don Freeman. No primeiro episódio se percebeu que tanto a personagem como os desenhos estavam bastante influenciados pelos quadrinhos americanos. O detetive tipo durão (Dick Tracy), de ação rápida, que bate, apanha, muito típico dos americanos, parecia meio desajustada num cenário britânico, onde o romance policial se caracterizava mais pelo detetive cérebro, aquele policial que pouco a pouco armava todas as peças do quebra-cabeça, desvendando assim o mistério. Buck Ryan aos poucos foi se libertando dessa influência além-mar e se caracterizando como um típicoprivate eyebritânico. Uma especie de Philip Marlowe ou Sam Spade à inglesa.

1938 (EUA) - Lendo um trecho de A Guerra dos Mundos, de H.G. Welles, numa transmissão radiofônica, Orson Welles colocou em pânico a população de Los Angeles, que julgou tratar-se realmente de uma invasão da Terra por marcianos.

1938 (EUA) - Na Warner, dentro da série Merrie Melodies, Ben Hardaway dirige o desenho Porkys Hare Hunt, em que um coelho era caçado por Gaguinho (Porky Pig). Como Ben não desenhava muito bem, chamou Charlie Thorson para finalizar o coelho. Thorson mandou o trabalho pronto, dando ao coelho o apelido de Hardaway, que era Bugs. Este Pernalonga tinha um nariz tipo buzina, estava sempre em posição de salto, como alguém assustado e pronto para fugir, falando e rindo como o Picapau (Woody Woodpecker).

---------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home