19 fevereiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (31)



1941 (EUA) - Jack Cole cria para a National Periodical Publications, o HOMEM BORRACHA (Plastic Man), homem alto, esguio, de cabelos pretos e óculos rayban, vestido numa malha inteiriça vermelha, com um cinturão de listras pretas e amarelas. Era o primeiro número da revista Police Comics que trazia este super herói tão estranho: começou sua carreira como criminoso, quando ainda se chamava Eel OBrien. Fugindo da polícia, Eel leva um banho de ácido e é abandonado à própria sorte pelos seus companheiros, mas ainda assim consegue escapar. E, quando é salvo por um monge, decide passar para o outro lado, assumindo a identidade do Homem de Borracha, o mais implausível de todos os super heróis mascarados.


Em Police 13 a história foi enriquecida com a chegada de um novopersonagem, Woozie Winks (no Brasil, conhecido como Bolão) que, como ele, começa a carreira como criminoso mas resolve passar para o lado da lei. Nas suas aventuras - onde o enfoque era predominantemente cômico -, enquanto o resto da humanidade se comportava da maneira mais estapafúrdia, era justamente o Homem de Borracha o único a assumir um compromisso perfeitamente lógico, enquanto os demais personagens - cidadãos normais, policiais e criminosos - se degladiavam e por vezes chegavam às raias da insanidade. Tudo isso por obra e graça de Jack Cole, um dois mais criativos autores de quadrinhos, o primeiro a compreender e tirar partido das incoerências dos super heróis. 


1941 (EUA) - William Moulton Marston (sob o pseudônimo de Charles Moulton), um notório psicólogo que aperfeiçoou o sistema de teste para o detector de mentiras, trabalhava como consultor para o proprietário da Detective Comics, M. C. Gaines. Marston chamou a atenção de Gaines ao escrever um artigo sobre HQ para uma revista. Ele cria MULHER MARAVILHA com desenhos de H. G. Peter para a revista All-Star 8, da National Periodics (atual DC Comics), em dezembro. Primeira super heroína no mundo machista dos super heróis Marston não era escritor de quadrinhos, mas um renomado psicólogo. Criou a Mulher Maravilha para expressar suas teorias sobre o relacionamento homem e mulher. Por isso, a personagem era vista com bons olhos pelos estudiosos do assunto. Um feminista precoce, Marston acreditava que o legítimo lugar da mulher era na liderança do mundo, e não, como escrava ou assistente.Não amor suficiente no homem para conduzir pacificamente este mundo!, explicava ele. Nos anos 80, percebendo o declínio nas vendas e na qualidade criativa, a DC começa uma forte campanha para revitalizar os conceitos clássicos da heroína, sob a direção criativa de George Pérez.

1941 (EUA) – O supervilão Pinguim apareceu pela primeira vez em dezembro na revista Detective Comics 58. Criação de Bill Finger com desenhos de Bob Kane. Ele compensa os equipamentos do Homem Morcego com seus guarda chuvas tecnológicos usados para o crime.

1941 (EUA) - A Timeley (embrião da Marvel) lança o crossover (o momento em que personagens de revistas diferentes se encontram na mesma narrativa) na famosa série de batalhas entre o Príncipe Submarino e o Tocha Humana, desenhadas a quatro mãos por Bill Everett e Carl Burgos, os criadores das feras.
 
1941 (EUA) - O roteirista Mort Weisinger e o desenhista Paul Norrtis criam AQUAMAN. Aproveitando o sucesso de Namor (o príncipe submarino, de William Blake Everett), Bill Everett lança HYDROMAN para a revista Heroic Comics sem muito sucesso.

1941 (JAPÃO) - Aos 21 anos, Tezuka Ossamu cria SHINTAKARAJIMA (A Nova Ilha do Tesouro) introduzindo efeitos cinematográficos nessa história de 200 páginas. A vendagem foi um sucesso: quase 800 mil exemplares, causando uma revolução nos mangá pós-guerra.
,

1941 (EUA) - A pequena editora Hillman Periodicals lança AIRBOY. De início, uma historieta de guerra, passou depois para a aventura com alguns toques de sobrenatural. Foi criada por Charles Biro, mas seu principal desenhista acabou sendo Fred Kida. Durou até 1953. No Brasil, Airboy foi publicado por várias editoras com o nome de Bib Boy ou Bob Cometa.

 
1941 (EUA) - É fundada oficialmente a editora Harvey Comics, pelos irmãos Alfred, Robert e Leon Harvey. Nessa editora, publicaram-se personagens que ficaram célebres também nos desenhos animados, comoCASPER (Gasparzinho, o Fantasminha Camarada), RICHIE RICH (Riquinho), HOT STUFF (Brasinha) e muitos outros;



1941 (EUA) - Will Eisner e Chuck Cuidera criam o FALCÃO NEGRO, um às da aviação. Sua primeira aparição aconteceu no número de estreia da revista Military Comics, em agosto - o nome da revista indica que os editores da Quality Comics se apressaram em tirar dividendos do conflito mundial. O polonês Janos Prohaska - verdadeiro nome do Falcão Negro - surgiu em plena guerra mundial, logo após o ataque dos japoneses a Pearl Harbor. Com o final da guerra e consequente vitória dos Estados Unidos, a publicação que abrigava os aviadores da Falcão  Negro Airways mudou de nome e passou a se chamar Modern Comics.
-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home