13 fevereiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (27)







1940 (EUA) - O escritor Bill Parker ao lado do desenhista C.C.Beck criam CAPITÃO MARVEL.
Billy Batson, um jornaleiro de 14 anos, vendia seus jornais na entrada de uma estação de metrô. Certa noite, fria e chuvosa, um estranho ordenou-lhe:Siga-me. Conduzido por um trem subterrâneo, o estranho levou o garoto por misteriosos caminhos até a presença de Shazam, um velho de longas barbas brancas. Como Billy é puro de coração, o velho o escolhera para sucessor. Sempre que o garoto gritar Shazam!, virava “o mais poderoso mortal do mundo.

O velho explica-lhe que a palavra mágica é um acrostico. S de Salomão (sabedoria), H de Hércules (força), A de Atlas (vigor), Z de Zeus (poder), A de Aquiles (coragem) e M de Mercúrio (velocidade). Mais tarde, Billy deixa de ser jornaleiro para trabalhar como locutor numa estação de rádio. Charles cria também a Família Marvel - além do Capitão Marvel Jr, super personalidade do jornaleiro aleijado Freddy Freeman, e Mary Marvel, irmã de Billy.   Graças aos desenhos de Beck - mais limpos e basicamente sem os cenários de fundo -, as histórias eram fáceis de ler e cativavam principalmente as crianças. O Capitão Marvel se tornou um sucesso. Ao pronunciar a palavra Shazam - que significa a sabedoria de Salomão, a força de Hércules, a resistência de Atlas, o poder de Zeus, a coragem de Aquiles e a velocidade de Mercúrio - Billy virava omortal mais poderoso da Terra.

1939 (EUA) - No final de 1939, enquanto a Europa desunida se lançava na aventura sangrenta da II Guerra Mundial, MICKEY surgia para ganhar a unanimidade internacional. Passou a falar do italiano (Topolino) ao japonês (Miki Kuchi). Virou celebridade. Nos EUA, ainda na década de 30, surgiram os primeiros clubes Mickey Mouse. Fez, sobretudo, a fortuna de Walt Disney.

1939 (EUA) - Leon Schlesinger criou e batizou BUGS BUNNY (Pernalonga), um coelho que foi idealizado para ser apenas um personagem secundário de alguns desenhos animados. Mas, em 1940, sua fama o consagrou.

1939 (EUA) - A editora americana FAWCETT decide entrar no ramo das HQs e o escritor Bill Parker foi escolhido como líder da empreitada.

1939 (EUA)A dupla George Brenner e Tom Hickey criam BOZO THE ROBOT. O personagem autômato fez sua estreia no n.01 da revista Smash Comics, da editora Quality. Bozo é considerado precursor de heróis como o Homem de Ferro, criado em 1963 por Stan Lee.

1939 (EUA) – Victor Fox, o chefão picareta dos quadrinhos da época, cuja tática era incubir seus quadrinhistas de criar copias de sucesso como Superman, Tarzan, Sheena e outros, publica na revista Mystery Men Comics 1 de agosto o personagem BESOURO AZUL, inspirado pelo Fantasma de Lee Falk. Na trama, o policial novato Dan Garrett secretamente combate o crime como o super herói Besouro Azul. Era um dos poucos mascarados que adquiriam poderes por meio da alimentação (a vitamina 2X).

1940, EUA. O reconhecimento oficial do valor e das reais possibilidades das HQs acontecem nesse ano, quando o Exército norte americano adotou a fórmula dos comics para manual de instrução militar.

PERÍODO DA CRISE DOS ANOS 40 (19401948) -----------------------------------------------------

Com a II Guerra Mundial, a produção de HQ, tanto na Europa quanto nos EUA, entra em crise. Entre os motivos, estão a proibição dos comics americanos em diversos países da Europa (com o intuito de incentivar a produção nacional, apesar de os países europeus estarem enfrentando racionamento de papel e tinta e das críticas de entidades políticas e religiosas) e o fato de muitos desenhistas terem se alistado para lutar na Europa.

Muitos personagens, como os super-heróis, colaboram na propaganda de guerra, tanto para incentivar os soldados no front quanto na arrecadação de fundos. No final da Guerra, uma crise no mercado, por causa das baixas vendas. As editoras norte-americanas passam a investir em HQ de terror ecrime, cuja popularidade acaba desencadeando uma histeria anti-quadrinhos nos anos 50. O renascimento da indústria, na Europa, ocorre a partir de 1946.

1940 (EUA)BRENDA STARR, de Dale (Dalia) Messick. Ruiva, inteligente e aventureira Brenda Starr foi criada por Dalia Messick.  Devido ao forte preconceito com mulheres que faziam quadrinhos na época. Dale era costureira e adorava desenhar e escrever histórias. Brenda Starr era uma jovem repórter no mundo dos quadrinhos e foi com esse quadrinho que Dalia alcançou sucesso. Sua imagem foi baseada na atriz Rita Hayworth e suas histórias eram rodeadas de  muita aventura, ação e romance. A heroína recusava pretendentes, tinha olhos apenas para Basil um químico e seu eterno noivo. Em 1986 ganhou uma adaptação para o cinema e foi interpretada por Brooke Shields.

---------------------------------------------

Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home