20 fevereiro 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (32)



1941 (EUA) - VIGILANTE. Criação de Mort Meskin estreou no 42 de Action Comics, emnovembro de 1941 até novembro de 1954. Apareceu também na revista Western Comics. O herói fez parte dos The Laws Leggionaires, também conhecidos The Seven Soldiers of the Victory, da revista Leading Comics, de 1941 a 1945. Foi um sucesso o aparecimento desse herói. Não era sempre que se via um mocinho vestido de azul, escondendo a sua identidade sob uma máscara vermelha e pilotando uma possante motocicleta. O disfarce colorido de Vigilante era usado por Greg Sanders, cantor de rádio - também conhecido comoo Trovador das Planícies- e às dos rodeios. A carreira de Vigilante começou quando seu pai, que era Xerife, foi morto por um bando de assaltantes de diligências.


Segundo uma tradição de família, Greg enveredou no combate ao crime, tornando-se temido pelos malfeitores. Vigilante nunca teve revista própria. Muito de sua popularidade deve-se ao traço dos artistas que o desenharam: primeiro, Mort Meskim; depois, Joe Kubert, Jerry Robinson, Bob Lubbers, Bob Brown e Dan Barry - entre outros. O herói resistiu ao advento dos super heróis, em fins da década de 40, mas sucumbiu na década seguinte, premido pela elevação do custo da produção das HQs, nos EUA.

1941 (EUA) - Aproveitando a escalada nos desenhos animados, o coelho Pernalonga começa a ser publicado suas primeiras HQs nas revistas Looney Tunes e Merrie Melodies. Depois de 27 números especiais, essas revistas se tornaram periódicas a partir de 1953. Aqui no Brasil, o Pernalonga chegou em 1948, pela Ebal na revista Mindinho, junto com Hortelino e Gaguinho. Mais tarde, o irrequieto coelho do desenho da Warner ganhou sua própria revista. De 1975 a 78 a Editora Abril também teve como um de seus astros o coelho Pernalonga em uma revista própria.

1941 (EUA) - O Departamento de Estado, preocupado em substituir o mercado europeu fechado durante a guerra, por novos campos de expansão comercial, decidiu  lançar uma grande ofensiva de charme e simpatia em direção à América Latina. Ninguém melhor que Walt Disney para desempenhar o papel de embaixador. Assim, Nelson Rockefeller concedeu a Disney uma relevante subvenção para realizar quatro curtas metragens reunidos e distribuídos na América Latina sob o título de SALUDOS AMIGOS. Em 1942, nascia o famoso Carioca.

ALÔ AMIGOS é um dos frutos do turbulento período que os Estúdios Disney enfrentaram durante a Segunda Guerra Mundial. O filme é composto por quatro curtas animados unidos por cenas filmadas por Walt Disney e sua equipe durante um tour realizado pelos países da América do Sul em 1941. Os quatro desenhos são: “Lago Titicaca”, em que Donald faz o papel de um típico turista americano explorando o território inca; a história de “Pedro”, um pequeno avião chileno que deve sobrevoar o perigoso monte Aconcagua para resgatar o correio; “O Gaúcho Pateta”, em que o atrapalhado personagem mostra um pouco do modo de vida de um gaúcho argentino, e, finalmente, “Aquarela do Brasil”, que introduz o papagaio José Carioca que convida Donald para arriscar uns passos de samba nas ruas do Rio de Janeiro.

1941 (BÉLGICA) - O Caranguejo das Tenazes de Ouro é a aventura que marca a mudança das tiras de Hergé para outro jornal - passam a ser publicadas no Le Soir, de Bruxelas. É a primeira aventura com o capitão Haddock, ainda um coadjuvante, e a primeira com o vilão Allan. Para evitar a censura que os oficiais alemães que ocupavam a Bélgica poderiam fazer à sua obra, Hergé aplica pela primeira vez seu gosto por temas fantásticos em uma aventura de Tintin: A Estrela Misteriosa. Na história, o herói faz uma viagem ao Ártico para pesquisar os estranhos efeitos que um meteorito está causando em uma certa região.

1941 (EUA) - Popeye foi o primeiro herói dos gibis a ser incluído no Websters Collegiate, o mais popular dicionário americano. Sua quinta edição, de 1941, credita a Elzie Segar a criação de duas palavras novas, que acabaram entrando para o vocabulário inglês:goon(vilão, capanga) ejeep, nome dado por Segar a um personagem seu, uma estranhíssima criatura da Quarta Dimensão. Os soldados americanos da Segunda Guerra Mundial se apropriaram do termo para chamar um também estranhíssimo (para os padrões da época) veículo militar que servia para todo tipo de serviço, e tinhageneral purposi- abreviando,g.p.(que se pronunciadjip, ou seja, jipe). Outro nome imortalizado foi o do baixinho Dudu, fanático por hambúrguers, que acabou batizando uma das maiores cadeias de fast-food do mundo, a Wimpy (seu nome em inglês).

1941 (EUA) - Aparece na revista Adventures Comics 61 o personagem STARMAN. Ele era ohumano Ted Knight, que desenvolveu um bastão gravitacional e outros apetrechos que lhe conferiam poderes. Apesar de fazer parte da Sociedade da Justiça da América e de ter o bom artista Jack Burnley ilustrando suas aventuras, o personagem nunca foi muito popular e acabou desaparecendo com os demais integrantes da famosa equipe dos anos 40.      


1941 (EUA) – Mais um herói de HQ é levado às telas de cinema sob a forma de fita em série – Capitão Marvel. A Republic Pictures chamou os diretores William Witney e John English para que dirigissem a série que contava de 12 episódios. O Capitão Marvel (Tom Tyler) voa pelos ares e faz toda a sorte de proezas ao simples enunciado da palavra Shazam.

1941 (EUA) - Aparece nas telas o primeiro desenho animado do topetudo pássaro maluco: PICA PAU. Aquela voz apimentada, que mesmo o Pica Pau tem, era feita por Grace Stafford, a esposa de Lantz.

1941 (EUA) – Entre 1941 e 1943, a Paramount Pictures produziu 17 desenhos animados do Super Homem. Os episódios da série de desenhos animados foram feitos a partir de setembro por Max Fleischer.

1941 (EUA) – É produzido o desenho animado Dumbo para salvar Disney fos fiascos de Pinóquio e Fantasia na bilheteria, que quase lhe fecharam o estudio. Dumbo cumpriu com brilho a
missão, apesar de o mercado europeu estar comprometido por uma greve.

1941 (EUA) – Saul Steinberg começa a desenhar para a revista The New Yorker.

1941 (EUA) – A Dell começa a publicar os gibis de Bugs Bunny, aproveitando a escalada nos desenhos curtas que acompanharam os filmes da Warner. Isso dentro do gibi Looney Tunes and Merrie Melodies.

1941 (EUA) – Otto Binder desponta como o argumentista principal do Capitão Marvel. Seu estilo suavemente satírico serviu de modelo para os demais escritores, como Ron Reed, Bill Woolfolk e Bob Kanigher.

1941 (EUA) – Terry cresce e se torna tenente e piloto da Força Aérea. Ao engajar Terry Lee (Terry e os Piratas) na Força Aérea e retratar com fidelidade as paisagens, os aviões, as armas de guerras, as fardas dos soldados, Milton Caniff conquista não apenas o gosto patriota dos americanos, mas também o interesse político do governo.
-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home