19 abril 2013

“O Brasil não foi descoberto, foi invadido e tomado dos indígenas”



Diante de um clima excelente – nada de invernos rigorosos -, uma natureza generosa, uma terra fértil, os primeiros habitantes do Brasil, os índios, eram muito saudáveis, o que deixava os portugueses admirados.
 
Mas essa situação mudou.
Veio a colonização.
Veio a escravidão,
Começaram a surgir cidades - e as cidades eram muito precárias sem termos de higiene, de abastecimento de água, de esgotos...
Logo doenças começaram a se propagar, muitas vezes sob a forma de epidemias devastadoras:
Febre amarela, malária, tuberculose, peste...
Mesmo com a paisagem bonita, nossas cidades não tinham água corrente, esgoto, e o lixo se acumulavam nas ruas, os mosquitos proliferavam...


Os políticos não cuidaram da cidade
que acumularam buracos e lixo
e a população acuada, calou, nenhum grito
ficaram com baixa estima no descuido desumano
mijaram nas ruas, poluíram o som em desengano
a noite, ninguém mais saem às ruas
com medo da violência
e o que se nota é essa ausência
de baianos na praça, com orgulho e decadência.

Legado

Éramos mais de cinco milhões
Livres, soltos pela mata a pro criar
E a nossa paixão era o saber falar
Nossa língua, que doçura, o tupinambá.

Os navegantes europeus se aventuraram pelos sete mares
Devastaram os mouros e enriqueceram com o comércio ultramarino
Ao contornar toda a costa da África
Decidiram conquistar todo o nosso tesouro.

Começaram com a invasão do nosso sagrado chão
Tentaram escravizar os índios no cativeiro
Outros foram catequizados ou morreram
Por doença, tristeza ou pela escravidão.

Tentaram até empombar o nosso modo de falar
E a nossa língua ficou esquecida, amargurada, sem despedida
Para a construção de vilas, escravizaram milhares de negros
Mas eles preservaram seu idioma, mesmo no cativeiro.
 
Noite e dia, dia e noite carregaram o peso da cruz
Com chibata, chicote e açoite sem conhecer a luz
Proibiram todos os rituais no escuro das senzalas
Muitos fugiram, criaram quilombos e foram à farra.

Todo esse grito de sofrimento e de dor
Fez surgir um povo com orgulho e amor
Que mesmo com toda essa desigualdade
Respira livre um pouco de liberdade.



“Dizem que o Brasil foi descoberto, o Brasil não foi descoberto, não, santo padre, o Brasil foi invadido e tomado dos indígenas do Brasil. Esta é a verdadeira história. Nunca foi contada a verdadeira história do nosso povo, santo padre”, disse o líder guarani Marçal Tupã-y ao papa João Paulo 2º em 1989.

Despojados de suas terras, sujeitos a inomináveis violências ao longo de cinco séculos, os índios do Brasil chegam ao século 21 despojados igualmente de uma história.

Índios em números:


  • Em 1500 estima-se que havia entre 5 milhões e 6 milhões de índios no Brasil.
  • Atualmente existem 896 mil índios segundo dados do Censo 2010.
  • A população indígena está distribuída em 305 etnias que falam cerca de 274 línguas diferentes.  
  • Dados do IBGE indicam que a maioria dos índios (57,7%) vive em 505 terras indígenas reconhecidas pelo governo até o dia 31 de dezembro de 2010, período de avaliação da pesquisa. Essas áreas equivalem a 12,5% do território nacional, sendo que maior parte fica na Região Norte - a mais populosa em indígenas (342 mil). Já na Região Sudeste, 84% dos 99,1 mil índios estão fora das terras originárias. Em seguida vem o Nordeste (54%)..
  • Desde o Descobrimento do Brasil, desapareceram 1.200 línguas indígenas, e com elas
    os seus povos (teses de doutorado da lingüística pernambucana Januaceli da Costa).
  • Nos últimos anos, os índios brasileiros têm sido vítimas de uma curiosidade intensa, cujo efeito, para eles, se assemelha a um bombardeio atômico.
  • Em cinco séculos de Brasil, os brancos continuam nutrindo uma atitude de superioridade em relação a cultura indígena.


1 Comentários:

At 3:33 PM, Anonymous Anônimo said...

Boa tarde, opinar com sabedoria fica a criterio dos drs do assunto, mas a historia do Brasil não existe sem a estória dos indios, que habitavam essas terras. Fiquei satisfeita com o reconhecimento do Padre Anchieta, tá na hora de reconhecer a real importancia dos povos indigenas, respeitar sua cultura e dar à eles a dignidade que se busca aos brasileiros.grata.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home