25 abril 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (62)



1975 (BRASIL)Francisco Liberato lança o desenho animado PEDRO PIEDRA.

1975 (BRASIL)Durante 40 semanas a revista GIBI publicou o que de melhor em HQ. Seja o Principe Valente, de Foster; Nick Holmes, de Raymond; Cisco Kid, de Salinas; Dick Tracy, de Gould; Ferdinando, de Capp; Spirit, de Eisner; Tarzan, de Hogarth. Lançamento da Rio Gráfica.



1975 (ITÁLIA)Adolfo Aizen ganha o prêmio Yellow Kid Especial do Salão de Histórias em Quadrinhos de Lucca, poruma vida dedicada às HQs.

1975 (BRASIL) - É lançada a revista SATANÉSIO, de Ruy Perotti. É relançada Pererê, de Ziraldo pela Editora Abril. Jayme Cortez recebe o troféu O Tico Tico pelo conmjunto de suas obras no Segundo Congresso Universitário de HQ (Avaré, SP). O cartunista Fortuna edita a revista BICHO.

1976 (EUA)CATHY, de Cathy Guisewite.

1976 (BRASIL) – Em junho é lançado em Salvador, Coisa Nostra, “uma tentativa de jornalismo desvinculado do poder econômico”. “Escolhemos o humor como característica principal do Coisa Nostra – e sabemos porque escolhemos. Em primeiro lugar, porque há muita coisa de que se rir. Em   Na equipe, Lage, Nildão, Gutemberg, Jorge Silva, Setúbal, entre outros. Durou quatro números.
segundo, porque dos prazeres da vida o riso é o único que podemos levar a todos através de folhas impressas de jornal (…) O importante é que o riso não fique na boca. Ele tem de dar uma chegadinha na consciência”, dizia o editorial.

1976 (BRASIL) – O jornalista e pesquisador Gutemberg Cruz lança no jornal A Tarde a coluna semanal Quadrinhos em Estudo.

1976 (BRASIL)O Centro de Pesquisa de Comunicação de Massa (em Salvador) realiza no período de 08 a 26 de junho no Instituto Cultural Brasil Alemanha (ICBA) a mostra QUADRINHOS NA BAHIA, reunindo os melhores trabalhos produzidos na Bahia, nos últimos anos, mostrando as várias tendências dos quadrinhos e o seu processo evolutivo. Em junho é lançado em Salvador, COISA NOSTRA,uma tentativa de jornalismo desvinculado do poder econômico.Escolhemos o humor como característica principal do Coisa Nostrae sabemos porque escolhemos. Em primeiro lugar, porque muita coisa de que se rir. Em segundo, porque dos prazeres da vida o riso é o único que podemos levar a todos através de folhas impressas de jornal (...). O importante é que o riso não fique na boca. Ele tem de dar uma chegadinha na consciência, dizia o editorial. Na equipe: Lage, Nildão, Gutemberg Cruz, Jorge Silva, Setúbal, entre outros. Durou quatro números.

1976 (EUA) - É publicado o primeiro crossover (encontro de personagens) entre heróis de diferentes editoras: do Superman (DC) com o Homem-Aranha (Marvel), escrito por Gerry Conway e desenhado por Ross Andru. Os crossovers tornam-se bastante comuns nas décadas de 90 e 2000.

1976 (EUA)O funcionário público Harvey Pekar começa a escrever a série AMERICAN SPLENDOR, HQ autobiográfica desenhada por artistas como Robert Crumb, Frank Stack e Joe Sacco. (Em 2003, a HQ ganha adaptação cinematográfica: Anti-Herói Americano, de Shari Springer e Robert Pulcini).

1976 (BRASIL)É lançada a revista em quadrinhos de Brasília RISCO. Na capa, Lampião leva preso o Super Homem amarrado por cordas. A legenda é uma palavra de ordem: a hora e vez dos quadrinhos do cerrado!. Publica os quadrinhos de Oliveira (Nasceu Corrisco). No Rio circula VIRUS, em Porto Alegre ARARUTA, em Belo Horizonte UAI.

1976 (ARGENTINA)ALVAR MAYOR, de Carlos Trillo e Enrique Breccia (filho de Alberto Breccia, que atualmente também desenha para editoras nos EUA).

1976 (BRASIL) - O humorista Caulos publica pela editora gaucha L&PM o livro DÓI QUANDO EU RESPIRO. O paulista Chico Caruso ganha o Prêmio Imagem Sharp do III Salão de Humor de Piracicaba. No salão esteve presente o humorista Sérgio Aragonês, da revista Mad.

1976 (JAPÃO)GARASU NO KAMEN (Máscara de Vidro), de Suzue Miuchi, o maior e mais importante série shoujo da autora, um dos maiores nomes do gênero.

1976 (BRASIL)O Jornal da Bahia lança o suplemento de ficção científica O MUTANTE com umaHQ de Alberto Romero intitulada Experiência. Francisco Liberato lança o desenho animado DOIS + DOIS = UM. Tenta esclarecer o significado de nonada em busca de valores sociais.


1976 (ITALIA) – O roteirista Giancarlo Berardi e o desenhista Ivo Milazzo criaram o indiozinho carajé TIKI para a revista Il Giornalino (Edizioni San Paolo). Tiki, o Menino Guerreiro transporta o leitor ao interior inexplorado da Amazônia brasileira, em uma comovente e ao mesmo tempo divertida aventura. Um conto sobre a humanidade, sua inocência, coragem e erros.
-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home