24 abril 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (61)



1975 (BRASIL)A professora de Psicologia Zilda Augusto Anselmo lança pela Editora Vozes olivro HISTÓRIAS EM QUADRINHOS. O livro, em sua primeira parte, investiga a natureza, a estrutura e a história dos quadrinhos e na segunda, através de pesquisas científicas entre leitores em idade escolar, analisa a importância e efeitos de sua leitura na vida das crianças e dos jovens. O crítico Moacy Cirne (foto) lança também pela Vozes seu quarto livro VANGUARDA: UM PROJETO SEMIOLÓGICO onde discute a problemática da vanguarda (anti) literária no Brasil, da poesia concreta ao poema processo e às produções atuais. Discute, ainda, a validade da vanguarda no Nordeste e a relação quadrinhos/experimentalismo. O professor Antônio Luiz Cagnin conseguiu o seu grau de mestre na USP com o livro OS QUADRINHOS (Editora Ática) onde aborda desde os mecanismos de percepção visual das imagens até os recursos de expressão gráfica  as sutilezas da metalinguagem.

1975 (BRASIL)CHICO ANÌSIO EM QUADRINHOS, álbum com 52 páginas, lançamento da Editora Harpan. Argumento de Arnaud Rodrigues e desenhos de Nico Rosso, utilizando o rosto do humorista parta personificar Xixo, personagem central de uma série de aventuras que acontecem em Centralino, uma cidade imaginária. A coleção tem por finalidade incorporar à estrutura das Hqs, em tom humorístico, a cultura popular brasileira.

1975 (BRASIL)O jornal Tribuna da Bahia começa a publica no dia 08 de agosto o suplementosemanal A COISA, um jornal de humor, quadrinhos e informações. Na linha de frente: Lage, Nildão, Gutemberg, Jorge Silva, Lessa, Hamilton Vieira entre outros.

1975 (BRASIL)Surge O BICHO, revista de Fortuna lançado pela Codecri (RJ). Em suas páginas trabalhos de artistas como Guidacci, Nani, Laerte, Coentro, Mollica, Lapi, Fortuna e também uma antologia de desenhistas quase esquecidos. Teve oito números.

1975 (BRASIL)A partir do dia 14 de setembro o cangaceiro Zeferino, a Graúna e o bode Francisco de Orelana voltam às páginas do Jornal do Brasil carregados de experiências vividas por seu criador. Depois de apagar o jogo de estourar fora, e acabar a visão subdesenvolvida da cultura brasileira, Henfil retomou o seu papel de artista engajado numa perspectiva social do Brasil.

1975 (BRASIL)Geandré (pseudônimo de Arlindo Rodrigues)lança pela Global Editora, o álbum de humor OVELHA NEGRA, primeira coletânea do artista publicada em forma de livro. Registra, através do humor, uma visão amarga do tempo em que vive.

1975 (BRASIL)O crítico musical Tárik de Souza batizou o personagem UBALDO, O PARANÓICO, de Henfil. Um personagem que sempre se recusou a admitir que os tempos estariam mudando. Com roteiro de Anchieta Fernandes e desenhos de João Antonio e Aucides é lançada a biografia em quadrinhos de CÂMARA CASCUDO pelas Edições Folk.

1975 (JAPÃO) - É criado o evento COMIC MARKET (ou Comiket), por iniciativa de um grupo de artistas marginais liderados por Yoshihiro Yonezawa (que se torna presidente do evento), Harada Teruo e Aniwa Jun. De um início modesto, o evento evoluiu para a maior feira de fanzines do país. Os fanzines japoneses (por chamados doujinshis) são de grande importância no Japão, uma vez que não apenas artistas consagrados nos mangás iniciaram suas carreiras nas publicações alternativas, mas também alguns fanzines ajudam a alavancar o sucesso de alguns mangás e animes consagrados.

1975 (ARGENTINA)Os chilenos Ariel Dorfman e Manoel Sofré lançam pela Editorial Galema o livro SUPERMAN Y SUS AMIGOS DEL ALMA, depois de proibido no Chile. O livro descreve experiências realizadas no Chile, no campo dos quadrinhos, durante o governo da Unidade Popular. Faz uma análise ideológica das Hqs norte americanas exportada em larga escala.

1975 (BRASIL)Chega ao fim de seu ciclo a revista de quadrinhos brasileira BALÃO, a mais bemsucedida no campo da criação experimental e da veiculação paralela (isto é, fora das bancas, de mão em mão ou em livrarias especializadas), deixando como saldo três anos de existência, nove números e meio (um deles foi coletânea de material publicado em números anteriores) e o lançamento de inúmeros desenhistas de quadrinhos e cartuns como Luis Gê, os irmãos Paulo e Chico Caruso, Laerte entre outros.


-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.



0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home