07 abril 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (51)



PERÍODO DE ENTRESSAFRA NA DÉCADA DE 70 (1970-1979) -----------------------------------

A recessão econômica que tem início em 1973, em função da crise do petróleo, provoca queda nos títulos. Algumas criações isoladas se destacam, como Garfield, Hagar e Corto Maltese. Além dessas, destacam-se também os seguintes fatos:

1970 (ITÁLIA) - CORTO MALTESE. Criação de Hugo Pratt. Homem do mundo, o marinheiroCorto, romântico aventureiro em situações místicas e belas mulheres, em tom nostálgico e poético. Desenhos com incrível economia de linhas, linguagem de cinema. Personagem de aventuras, vivendo na década de 1910. Seu universo é o estranho, o fantástico. Filho da Real Armada Britânica com a bela e misteriosa Nima de Gibraltar, bem conhecida ao largo da costa africana, Corto não sabe o que é preconceito racial e não se priva de defeitos necessários a qualquer anti-herói.



1970 (FRANÇA) - PAULETE. Criação de Wolinski e George Pichard. Ela é uma deliciosa jovem milionária, vítima das taras de todos os homens. Paulette era uma herdeira de um império industrial, mas com ideias socialistas. Tudo era desculpa que ela se desnudasse. Seu companheiro de aventuras era um velho de mais de oitenta anos, transformado em uma linda jovem morena, o que causava situações embaraçosas. A personagem foi publicada em capítulos entre 1970 e 1976 na revista francesa Charlie O movimento de erotismo elegante francês teve grande influência em outras partes do mundo, especialmente na Itália, inclusive conseguindo a atenção de leitores adultos.
 
1970 (EUA) DOONESBURY, de Garry Trudeau, sátira política e primeira HQ a ganhar o Prêmio Pulitzer, em 1975. Para os leitores desatentos, é apenas uma tirinha em quadrinhos no jornal diário. Entretanto, nem todas as publicações que veiculam a série Doonesbury nos EUA gostaram da abordagem satírica que o autor fez da lei antiaborto que está em vigor no Texas e em tramitação no Estado da Virgínia.

1970 (BRASIL)Lançada na efêmeraum único número revista Grillus da Faculdade de Arquitetura da UFRGS, RANGO, de Edgar Vasques conquistou logo seu clube no campus e adjacências. Em 1973, Vasques é convidado a cobrir as férias do cronista Luis Fernando Veríssimo. Assim, Rango aparecia na grande imprensa diária. Trinta dias depois, Veríssimo no posto, o Rango, atendendo a pedidos, ganhava seu própria espaço. Em 1974 a LP&M lança em livro.

1970 (BRASIL)Levada, sapeca, dentuça, charmosa, dona de força incomum, mas, sobretudo, umacriança brasileira, Mônica e sua turma conquistaram milhares de fãs. Em maio a Editora Abril lança a revista MÔNICA, uma das mais importantes no panorama dos quadrinhos no Brasil.

 
1970 (EUA)CONAN, O BÁRBARO, personagem literário criado por Robert E. Howard em 1932, nos pulps, chega às HQ, pela editora Marvel (texto de Roy Thomas e desenhos de Barry-Windsor Smith; o nome que ia se sobressair na arte de Conan, no entanto, é o de John Buscema, nos anos seguintes).

1970 (EUA) - Inicia-se a célebre saga LANTERNA VERDE E ARQUEIRO VERDE, de Denny ONeill e Neal Adams, onde, dentro de uma HQ de super-heróis, discutem-se temas sociais e uso de drogas; É criado o célebre evento San Diego Comic Con, uma das maiores convenções de HQ da atualidade, sediada na cidade de SanDiego, estado da Califórnia, EUA (nesse evento, atualmente, também acontece a entrega do prêmio Eisner, oOscardas HQ).


1970 (FRANÇA) - LONE SLOANE.  Criação de Philippe Druillet. Um cowboy espacial que habita uma megalópolis futurista. Começou a experimentar designs inovadores em seus
quadrinhos, páginas em negrito, elementos de art nouveau, templos indianos e catedrais góticas se misturam em painéis gigantescos de arquitetura estranha e fascinante, que dava um sabor de desconhecido para as suas space operas. Já com o apelido de arquiteto do espaço, Druillet teve suas historias de Lone Sloane coletadas em um álbum chamado “Les 6 voyages de Lone Sloane“, considerado a sua obra prima.

1970 (BRASIL)De 23 a 28 de novembro no Museu de Arte de São Paulo é realizado o CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIAS EM QUADRINHOS. Simultaneamente foi aberta uma Exposição Internacional de HQ no mesmo local, mostrando a evolução do gênero desde 1900. O professor Francisco Araújo introduz a cadeira de HQ no curso de Comunicação da Universidade de Brasília. É também incluída no curso de Editoração da Escola de Comunicações e Artes da USP, pela professora Sônia Luyten.

-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home