22 abril 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (59)



1974 (FRANÇA)No dia 19 de dezembro, o desenhista Philippe Druillet, o roteirista Jean PierreDionnet, o quadrinista Moebius e o financista Bernard Farkas, alguns dos mais proeminentes artistas da França, fundaram a seita dos Humanoides Associados e lançaram uma revista chamada MÉTAL HURLANT, com histórias de ficção científica. A revista fez grande sucesso e, em 1977, começou a ser publicada a versão norte-americana da mesma, com o nome de Heavy Metal.

1974 (BRASIL)Um grupo de jovens jornalistas residentes em Piracicaba que acreditaram ser o cartum um veículo poderoso de comunicação, tanto por suas características gráficas como pela mensagem sócio-política que carrega, criou o SALÃO DE HUMOR DE PIRACICABA. Em sua primeira edição, teve adesão de nomes consagrados, nacionalmente como Millôr Fernndes, Ziraldo, Henfil, Jaguar, Fortuna e outros profissionais do mundo gráfico. O cartum de Laerte Coutinho foi o vencedor.
 
1974 (BRASIL)A Editora Vecchi lança a versão brasileira da revista humorística MAD, criada nos anos 50 nos EUA. Trata-se de uma cópia exata da Mad norte-americana. A tradução, precisa e engraçada, procura até traduzir os trocadilhos do original em inglês. Tamanho, impressão e papel são os mesmos.

1974 (FRANÇA)A francesa Claire Bretécher publica no seminário esquerdista Le Nouvel Observateur, uma historinha muito engraçada sobre até onde uma mãe moderna podia ir para apaziguar seu filho super mimado. Nasciam LES FRUSTRÉS (Os Frustrados). No dia a dia dos cartuns, o retrato de uma parte daclasse média esquerdista, sofisticada e amante das boas coisas da vida. Os homens são nouveaux riches, chauvinistas, paternalistas e neuróticos inseguros. As mulheres são fúteis e idiotas, feministas fanáticas ou espoliadas donas de casa e jovens de carreiras não cumpridas.

1974 (BRASIL)É lançada a revista CRÁS, pela Editora Abril, com vários personagens nacionais (Satanésio, Astolfo, Kactus Kid, Olimpo e Aragão). Primeiro Congresso Universitário de HQ, em Avaré, São Paulo. Criada a Associação Brasileira de Críticos e Professores de Histórias em Quadrinhos. Entre seus fundadores encontram-se os críticos Álvaro de Moya, Jayme Cortez, Reinaldo de Oliveira, Orlando Fassoni, Antonio Luis Cagnin entre outros.. O professor Antonio Luis Cagnin recebe o grau de mestre na Faculdade de Letras da USP por seu trabalho Introdução à análise da HQ.

1974 (BRASIL)O escritor Giancarlo Berardi e o desenhista Ivo Milazzo criam KEN PARKER. Uma antítese do cowboy americanoum mocinho de estatura média, feio, de nariz aquilino, que nunca utilizou revólveres. Da figura folclórica, guarda apenas a imagem de cavaleiro solitário em eterna peregrinação. O personagem foi baseado na interpretação de Robert Redford emJeremiah Johnson, de Sydnei Polack. Além da fisionomia, até o rifle, um velho Kentuchy de um tiro, é igual. Seuolhar é bíblico, angustiado diante da violência do homem americano. Parker, que viveu um período de sua vida entre os índios, testemunha o progresso com uma sabedoria incomum para um simples scout, caçador e trakker do Oeste bravio. Ao servir de guia para uma lady britânica, ele foi iniciado na literatura, tornando Shakespeare inseparável de sua mochila. Sua fúria de conhecimento o leva a ler na sela de seu cavalo. Nada mais anticlichê. Parker virou cult e suas histórias conquistaram uma leva de admiradores no mundo todo.


1974 (BRASIL)Em janeiro a United Features Syndicate e Maurício de Sousa Produções assinam um contrato para a distribuição de Monica nos EUA e Canadá. Além disso, através da United Press International (UPI), as tiras de Maurício serão distribuídas para todo o mundo.

1974 (EUA)O roteirista de quadrinhos Len Wein cria um personagem para contracenar com o Hulk em sua revista-título, The Incredible Hulk (n.180, outubro). Para conceber esse novo super-herói, o argumentista inspirou-se no Wolverine (espécie de texugo norte-americano, mamífero carnívoro da família dos mustelídeos), um animal selvagem e solitário que ataca suas presas com uma fúria incontrolável. WOLVERINE apareceu pela primeira vez desenhado por Herb Trimpe, que criou seu visual original. O personagem tem as mesmas qualidades daquele animal, violento e irascível, sempre atormentado por acessos raivosos em que destruía tudo e todos que estivessem por perto com garras de metal, que faziam parte de seu próprio corpo. Por destoar do padrão dos heróis bonzinhos e comportados, Wolverine acabou ganhando uma posição de destaque, conquistando a simpatia dos leitores.

1974 (BRASIL)O artista plástico Francisco Liberato apresenta na III Jornada Brasileira de Curta Metragem o desenho CAIPORA, onde usou os fundamentos de Jung.

-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home