16 abril 2014

Cronologia das Histórias em Quadrinhos (58)



1974 (EUA) - WOLVERINE.  Criação de Len Wein e John Romita. Criado como um coadjuvantenuma história do Hulk, Wolverine (que foi apresentado com o codinome Arma X e é contratado pelo governo canadense para conter a ameaça verde) logo ganhou a simpatia dos leitores e, após sua entrada para os X-Men em 1975, sua posição de destaque no Universo Marvel ficou inegável. Seu sucesso marcou a ascensão dos anti-heróis nas HQs a partir dos anos 80, com personagens mais violentos e sombrios. Último grande herói da fase de prata. Mutante. Ele é uma arma que caminha só. Insensível à dor, teve garras de metal indestrutível implantada. Foi chamado para o grupo X-Men, dirigido pelo professor X, mutante como seus pupilos. O maior sucesso da fase atual.


1974 (EUA) - JUSTICEIRO.  Criação de Jerry Conway e Ross Andru. Esposa e filhos assassinados por testemunharem execução de gangue rival. Frank Castle jurou vingança usando armas e tecnologias. A enorme caveira no seu peito simboliza filosofia punidora. É um homem prático.

1974 (FRANÇA)É lançada PAPYRUS, de Lucien de Gieter, na revista Spirou.

1974 (EUA) - CAPITÃO AMÉRICA. Durante o auge das investigações ligadas ao caso Watergate (onde provou-se que o Presidente Richard Nixon usava métodos ilegais para continuar no poder), a Marvel lançou uma de suas histórias mais controversas. Escrita por Steve Englehart e desenhadapor Sal Buscema, A Saga do Império Secreto mostra os planos da misteriosa organização para desacreditar o herói frente à população, inclusive levando-o para a prisão. Investigando, o Capitão América descobre que o Império Secreto está ligado a altos escalões do governo e planeja dominar os EUA.


Para não ser preso, o Presidente se suicida com um tiro e o governo norte americano, para cobrir o escândalo, coloca um sósia em seu lugar. Frente à terrível verdade de que o homem que deveria guiar o país é um corrupto, Steve Rogers decide abandonar o uniforme de Capitão América, por não acreditar mais nos ideais que representa. na vida real, três meses após o final da história da Marvel, em 08 de agosto de 1974, Richard Nixon (ou ou sósia?) entregou voluntariamente o cargo de Presidente dos EUA.

1974 (BRASIL)Lindberg Revoredo publica CABRAMACHO, revista de humor e quadrinhos em Natal (RN). O personagem central é D. Inácio, criação de Lindberg. Enoch Domingos edita em Natal a revista em quadrinhos O VÍRUS.

1974 (BRASIL)Henfil, depois de várias tentativas consegue contrato com o Universal Press Syndicate para distribuição dos Fradins. Para poderem ser aceitos pelos jornais americanos os Fradins tiveram que passar por um processo de depuração sofrendo algumas modificações da parte visual e de linguagem, e foram assimpasteurizadoe rebatizados como THE MAD MONKS que o Baixim e o Cumprido estrearam no dia 13 de novembro em dez jornais de circulação regional dentre os quais o Philadelphia Inquirer, o Detroit News e o importante Chicago Tribune.  Doce ilusão durou pouco.

Menos de dois meses depois os jornais cancelaram os contratos com a Universal e interrompiam a publicação devido aos protestos dos seus leitores que consideravam a tira muito violenta e anti-americana. E isso apesar de toda a censura exercida pelo próprio Syndicate que rejeitava metade das tiras que Henfil lhes enviava, isso quando não alteravam os diálogos, tirando-lhes o sentido original. As tiras foram consideradassick(doentes, doentios). Os americanos não souberam captar o tom crítico dos Fradins ou então talvez tenham se sentido ofendidos nos seus mais caros valores.

1974 (FRANÇA)O desenhista francês Moebius lança o álbum O HOMEM É BOM?. Ele constataque o Homem decididamente não é bom. Ao contrário: é terrível, tem um péssimo sabor. Este épelo menos o veredito do chefe das verdes hordas de monstros que habitam o nebuloso planeta Vunes (anagrama de Vênus). Depois de provar a orelha de um astronauta humano desgarrado e sua equipe e abandonado à própria sorte no terreno lamacento daquele planeta distante, o ogro esverdeado com cara de quem comeu e não gostou. Sorte do Homem que, nu e apavorado ante a perspectiva de virar guisado alienígena, recebe um pontapé no traseiro, desprezado pelo paladar exigente da malta verdolenga que se afasta rumo ao horizonte.



-----------------------------------------------------------------
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929.


0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home