10 outubro 2013

James Bond faz mais de 50 anos de cinema (4)




ROGER MOORE:

1973 – “Com 007 viva e Deixe Morrer. (Live anda Let Die). Direção de Guy Hamilton. Com a estreia de Roger Mooore e Jane Seymour. O filme começa em Nova Orleans e termina numa ilha do Caribe. Bond entra em contato com Mr. Big, chefe do crime organizado em Nova Iorque. Sua estranha organização é inspirada em uma cartomante. Ótima sequência: Bond escapando de uma ilhota, cercado de crocodilos, correndo sobre eles, sem afundar na água. A música-tema é de George Martin. Paul e Linda McCartney fizeram a letra da canção-tema, interpretada por Paul McCartney e os Wings. Custou US$ 7 milhões e rendeu mais de US$ 160 milhões.

1974 – “007 Contra o Homem da Pistola de Ouro(The Man With the Golden Gun). Direção de Guy Hamilton. Com Moore, Christopher Lee e Britt Ekland. Bond tenta exterminar um criminoso de nome Scaramanga, assassino profissional que tem uma arma de ouro. O mais fraco da série. Nas bilheterias rendeu US$ 97,6 milhões, bem menos que as produções anteriores. Vale a perseguição de carro na Tailândia e o vilão Scaramanga, interpretado por Christopher Lee. Nem a canção-tema, de John Barry (música) e Don Black (letra), interpretada por Lulu, fez sucesso desta vez.

1977 – “007 o Espião Que Me Amava(The Spy Who Loved Me). Direção de Lewis Gilbert. Com Moore e Barbara Bach. O filme que reabilitou Bond e que demorou para ser produzido, em virtude do fracasso anterior. Em ritmo de détente, Bond une-se à agente soviética Anya Asimova para tentar descobrir o que existe por trás do misterioso desaparecimento de submarinos nucleares das superpotências. De uma perseguição nogelo, o espetacular salto para o Egito com sua pirâmides e dai para o sul da Itália, onde vive o vilão, o cruel Stronberg ( Curd Jurgens), numa fortaleza flutuante de arrojado desing, Carly Simon canta o tema de Marvin Hamlisch . erg,Dentes de Aço(Richard Kiel). Ele faz tanto sucesso na série que terminou voltando no filme seguinte,007 Contra o Foguete da Morte” . Foi a maior bilheteria: US$ 184 milhões arrecadados.

1979 - “007 Contra o Foguete da Morte” (Moonraker). Direção de Lewis Gilbert. Com Moore Lois Chiles. Lançamento espacial é sequestrado em pleno ar. Bond é incumbido de trazê-lo de volta e descobre que o poderoso milionário francês Hugo Drak (Michael Lonsdale) rouba componentes eletrônicos para construir foguetes que depois serão disparados do espaço para destruir a Terra (influência do sucesso, na mesma época, deGuerra nas Estrelas). Filmado parcialmente no Brasil, sequência movimentada com o bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro, e outra interessante nas Cataratas do Iguaçu. Foi o filme mais caro da série (US$ 34 milhões) e o que mais rendeu (US$ 210 milhões de renda no mundo todo). Música de John Barry, letras de Hal David, cantada por Shirley Bassey.

1981 – “007 Somente para os seus Olhos(For Your Eyes Only). Direção de John Glen. Com Moore,Carole Bouquet e Topol. Retorno às histórias simples de Bond, sem grandes truques e vilões espaciais. Submarinos e misseis balísticos são o alvo de bandidos. Um casal e sua filha, que cuidava dos armamentos, são sequestrados por um cubano. Bond vai atrás deles. As melhores sequências são as de alpinismo, emocionantes, e aquelas onde o herói e a mocinha são arrastados por um barco em movimento, amarrados para morrer. O filme mais sério de Roger Moore no papel de Bond.


1983 – “007 Contra Octopussy  (Octopussy). Direção de Jonh Glen. Com Moore e Maud Adams. O segundo maior filme da série (131 min) em tamanho, perdem nisso paraA Serviço Secreto de Sua Majestade. Uma rica e poderosa mulher, Octopussy, atravessa o caminho de Bond. uma ótima perseguição do herói por assassinos, num trem em movimento. A sequência final da luta no avião, apesar de impossível de acontecer, é bem feita. A composição musical é de John Barry com letra de Tim Rice. Uma das melhores aventuras de Bond.

1985 – “007 Na Mira dos Assassinos(A View to a Kill). Direção de John Glen. Com Moore e GraceJones. Na Sibéria, Bond tenta retirar uma célula de silicone, que se explodir destruirá o mundo. Moore está velho demais no papel e não tem nenhuma agilidade, sendo dublando na maior parte das cenas de ação. E muitas. Tem emocionantes perseguições por túneis subterrâneos e uma impressionante sequência final filmada no alto da famosa Golden Gate, o cartão-postal da cidade. Foi o último filme de Moore no papel. Música de John Barry, cantada pelo conjunto Duran Duran,A View to a Kill.


 -------------------------------------------------------------



Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública), na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596) e Canabrava (Rua João de Deus, 22, Pelourinho). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home