08 janeiro 2013

Diferentes sexualidades no Quarto ao Lado

Existe uma tensão entre intimidade e estranheza nos momentos de descoberta sexual e afetiva, principalmente quando os envolvidos possuem diferentes vivências de sua sexualidade e desejo. Nos relacionamentos contemporâneos, a descoberta sexual e afetiva é realizada com maior abertura para a experimentação do sexo e dos sentimentos com pessoas do mesmo sexo e do sexo oposto – sem que para isso haja a obrigatoriedade de se definir como hetero, bi ou homo. Mas essa abertura ainda sofre, hoje, de preconceitos. A força do sexo ainda é tabu num pais religiosamente tradicional.

Há vários olhares possíveis sobre os temas da transitoriedade do amor, das inúmeras inúmeras potencialidades do afeto, às vezes contrárias às convenções sociais, e de toda gama de sentimento humano. Sob o pano de pressões políticas, sociais, econômicas e existenciais no século XXI veio à tona o ser humano “em pedaços”, fragmentado. Para muitos psicanalistas o que pode unir todos esses fragmentos é o erotismo. E s intersecção do erotismo comas manifestações artísticas tem a capacidade de agregar todas essas versões do ser humano, em seu sentido mais amplo, antropológico.

As descobertas sexuais, os tabus e a sexualidade são temas pouco trabalhado nas historias em quadrinhos brasileiras. O Quarto ao Lado é um álbum que mostra as curiosidades, experimentações e diversidades sexuais de jovens e de adolescentes. São três histórias em quadrinhos, e um conto, passadas em cidades da Bahia sobre os relacionamentos afetivos e sexuais entre personagens de diferentes sexualidades.

Idealizado pelo roteirista Marcelo Lima, o álbum tem como desenhista principal o ilustrador André Leal, com participações de Daiane Oliveira e Bruno Marcello, além de arte para a capa feita por João Oliveira. Foi patrocinado pelo Fundo de Cultura da Bahia (Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e Fundação Pedro Calmon), e selecionado no Edital de Culturas LGBT.

As personagens principais vivem a poucos metros uma da outra, sempre no quarto vizinho e os desdobramentos tanto positivos quanto negativos dessa proximidade fornecem material para estas histórias:

“Warren é um fotógrafo britânico que viaja a Salvador a trabalho. No entanto, outros interesses lhe despertam ao conhecer Uilliam, jovem negro morador da Comunidade do Unhão. O relacionamento começa pelo interesse de um experimentar novas sexualidades e do outro em troca financeira. Com o tempo a relação amadurece e a distancia de um com o outro traz sentimentos mais fortes. O desejo de melhorar de vida e intensificar o relacionamento sexual acontece mais uma vez nesse enredo.

Em outro roteiro, Rafa é universitário e mora com Matias, em Feira de Santana. São amigos de infância desde Santo Amaro e jamais se desgrudaram… Pelo menos até o momento em que se inicia essa história. Algo estranho e muito íntimo aconteceu entre eles abalando a amizade e a intimidade do quarto ao lado. Uma das razões é a presença de Isa… Ex-namorada libertária do frustrado Rafa, que retorna de uma experiência transformadora na casa de seu pai e da madrasta Alessandra, em Santo Antonio de Jesus. Sua volta traz ainda mais confusão para a vida de Matias e Rafa. O resultado disso tudo é bastante revelador...

Em uma cidade não identificada, Luisa encara o tédio de sua vida adolescente e sem novidades quando conhece a misteriosa Ticiana e o excitante Thácio, que fazem ela encarar de frente as necessidades mais urgentes em sua vida: provocar desejo em alguém e perder a virgindade. Homoerotismo com suas dúvidas, questionamentos, setimentos a flor da pele e ansiedades que acompanham o processo de descobertas de si e do outro. A vida é assim, cheia de surpresas e descobertas. O roteirista é muito bom e o desenhista também. O trabalho é maduro, questionados por deixar o leitor refletir sobre o assunto pouco usual em nossos quadrinhos.

Na HQ/conto de Marcelo Oliveira não há tabu ou preconceito. As descobertas, em termos sexuais e literários, podem atacar para todos os lados, em qualquer relação de gênero. Tudo isso possível a partir dos traços dos três ilustradores (André Leal, Daiane Oliveira e Bruno Marcello), em que se permitiu uma fronteira entre o real e o onírico para compor uma imagética rica, sem cair nas obviedades, a respeito de sexo, masturbação, corpo, desejo e segredos íntimos.

Ao abrir as páginas desse álbum e conhecer as intimidades dos personagens o leitor não desgruda mais, segue sem conseguir parar a leitura. Nesse momento pode haver mistura do que a imaginação insinua ao ler as histórias e o que a recordação das próprias experimentações sexuais nos dizem. Arrisque nessa aventura para descobrir a sua viagem. Quem desejar adquirir o álbum O Quarto ao Lado basta enviar um e-mail para:
Ou acessar a página de Facebook:
Boa leitura!


O quê: Coquetel de lançamento do livro O Quarto ao Lado

Quando: 09 de janeiro, quarta-feira, das 19 às 21 horas

Onde: Livraria Cultura Salvador Shopping - Salvador – Av. Tancredo Neves, 2915 – Caminho das Árvores. Fone: 71 3505- 9050

Contatos:

Telefone: (71) 8787 – 3329
Blog: www.oquartoaolado.com
Email: oquartoaolado@gmail.com
Fanpage: http://www.facebook.com/OQuartoAoLado
--------------------------------------------------------------------------------------- 
Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Boulevard 161 no Itaigara e no Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública) e na Midialouca (Rua das Laranjeiras,28, Pelourinho. Tel: 3321-1596). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929)

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home