02 maio 2016

História de Irmã Dulce em quadrinhos



Irmã Dulce – uma trajetória de amor é o título da revista que foi lançada no início deste mês de
abril pelo Memorial Irmã Dulce, no Largo de Roma. Nas 56 páginas a revista aborda a vida da beata, desde seu nascimento em 1914, passando pela infância, os primeiros contatos com a religião, o início e consagração de seu trabalho filantrópico detalhando os episódios como a ocupação de um galinheiro no convento, os encontros com outros grandes autoridades política e religiosas.

O trabalho de condensar quase oito décadas de uma vida marcada por tantos acontecimentos importantes para os quadrinhos ficou a cargo do assessor do Memorial, Osvaldo Gouveia, responsável pelo roteiro. As ilustrações são de Tiago Mello, inspirado no estilo mangá.

Para a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce, Maria Rita Pontes, o gibi retrata passagens marcantes da vida à morte da religiosa, que teve a história também contada nas telas de cinema. O objetivo é alcançar os jovens. “Além de atrair o público jovem, queremos passar para os adultos os valores que ela pregava e que são fundamentais”. Rita que é sobrinha de Irmã Dulce acompanhou passo a passo a produção. “O artista mergulhou na vida dela e conseguiu passar a história com beleza e emoção”, declarou.

Na primeira tiragem foram impressas 15 mil exemplares que podem ser adquiridos na sede do Memorial, na Loja Virtual da entidade (www.irmadulce.org.br/loja) e também o Aeroporto Internacional de Salvador no valor simbólico de R$10,00.

Beatificada

Irmã Dulce (1914-1992) foi uma religiosa católica brasileira que dedicou a sua vida a ajudar os doentes, os mais pobres e necessitados. Foi beatificada pelo Papa Bento XVI, no dia 10 de dezembro de 2010, passando a ser reconhecida com o título de "Bem-aventurada Dulce dos Pobres". Será canonizada se for comprovado um segundo milagre.

Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes (1914-1992) nasceu em Salvador, Bahia, no dia 26 de maio de 1914. Filha de Augusto Lopes Pontes, dentista e professor da Universidade Federal da Bahia e de Dulce Maria de Souza Brito Lopes Pontes. Desde criança desejava seguir a vida religiosa e rezava muito, pedindo algum sinal que mostrasse se deveria ou não seguir esse caminho.

Ainda na adolescência, começou a desenvolver a sua missão de ajudar os mendigos, carentes e enfermos. Aos treze anos, foi recusada pelo convento de Santa Clara por ser muito nova. Em 8 de fevereiro de 1932, formou-se professora primária e no ano seguinte entrou para a Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, em São Cristóvão, Sergipe. Em 1934, fez votos de fé, tornando-se freira e recebendo o nome de Irmã Dulce, em homenagem à sua mãe.

De volta a Salvador, já como freira, sua primeira missão foi ensinar em um colégio mantido por sua congregação religiosa. Em 1936, com 22 anos, fundou a União Operária São Francisco, juntamente com o Frei Hildebrando Kruthaup. Deve-se à Irmã Dulce a criação do Colégio Santo Antônio, voltado para os operários e suas famílias. Importante também foi a sua participação na criação de um albergue para doentes, localizado no convento de Santo Antônio, o que depois iria se transformar no Hospital Santo Antônio.

Em 1980, durante a primeira visita do Papa João Paulo II, ao Brasil, Irmã Dulce foi convidada a subir no altar e recebeu do Papa, um terço e ouviu as seguintes palavras: "Continue, Irmã Dulce, continue".

Em 1988, foi indicada ao Nobel da Paz pelo então Presidente do Brasil José Sarney, com o apoio da rainha da Suécia. Em 2000, recebeu do Papa João Paulo II, o título de "Serva de Deus". Durante mais de cinquenta anos a Irmã dedicou-se a dar assistência aos doentes, pobres e necessitados.

Irmã Dulce faleceu em Salvador, no dia 13 de março de 1992. Seus restos mortais estão enterrados na Capela do Hospital Santo Antônio.

1 Comentários:

At 9:57 AM, Blogger Camy said...

Wonderful story...
Gostei muito.... Obrigada. Fui amiga de Irma Dulce en 1964-5 em Salvador.... HIJE MADRE TERESA.....logo depois, IRMA DULCE. They are almost the same stories!!!!!!!!! Love, Camy Condon
PAVLA Papal Volunteer in Natal Brasil 1962-65
Retired in Ntal now.... 20 years
USA citizen volunteer
Casa Laboratorio de Energia Solar em NATAL, RN
Facebook SOLAR YAYA and Camy Condon



 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home