11 junho 2013

Maior produção, consumo e fonte de vitamina C: esta é a laranja



A laranja é a fruta de maior produção e maior consumo no Brasil e a mais barata fonte de vitamina C. A Bahia é o segundo produtor nacional de laranja, com uma produção de 800,9 mil toneladas em uma área de 50,4 mil hectares. A fruta se concentra basicamente em três regiões: Litoral Norte, Recôncavo Sul e Nordeste. O Litoral Norte, a maior produtora de laranja do Estado, produziu em 2005, 446,3 mil toneladas. A segunda região produtora,  o Recôncavo Sul, produziu 209,4 mil toneladas. A região Nordeste, principalmente no município de Itapicuru, produziu 102,6 mil toneladas.


Dentre os municípios baianos produtores de laranja, Rio Real, a 203 km de Salvador, é apontado como a sétima cidade que se destaca na citricultura brasileira, além de acumular o título de primeira produtora do Estado e da região Norte e Nordeste. Segundo dados da Secretaria de Agricultura da Bahia, nosso estado é o segundo produtor nacional de laranja, com produção de 804,2 mil toneladas, em área de 53,6 mil hectares.

Com área plantada de 23 mil hectares e produção anual de 650 mil toneladas, Rio Real representa 50,19% da área total plantada no Estado, que é de 60 mil hectares. O município é responsável pelo abastecimento de vários Estados, como Rio de Janeiro, Distrito Federal, Espírito Santo e Pernambuco. Tanto prestígio trouxe reconhecimento para os produtores, principalmente no âmbito internacional.

BENEFÍCIOS - A área de produção da cidade de Rio de Ciontas é formada de 70% de pequenos produtores que possuem terras de, no máximo, 50 hectares. Originária das regiões tropicais e subtropicais do continente asiático e do arquipélago malaio, a laranjeira foi introduzida no Brasil pelas primeiras expedições colonizadoras, provavelmente na Bahia. Muito conhecida por ser rica em vitamina C, ela auxilia na resistência a infecções, na cicatrização de feridas e queimaduras, além de beneficiar a gengiva.

Entretanto, muitos outros benefícios ainda são proporcionados pela laranja, através do cálcio no fortalecimento da estrutura óssea, do fósforo na absorção da glicose, das fibras no funcionamento intestinal, da pectina na redução do colesterol e dos sais minerais na neutralização do ácido úrico. Assim, o consumo da laranja reduz o risco de enfarto, de dores reumáticas e da gota. A vitamina C, elemento nutritivo mais importante da laranja, se oxida e se perde com facilidade. Para que isso não aconteça, e se possa aproveitar melhor suas qualidades nutritivas, deve-se observar alguns cuidados.

O primeiro deles é consumir a fruta no ponto certo de maturação; descascar a laranja somente quando for consumi-la imediatamente; se for cortar, use faca de lâmina de aço inoxidável (outros metais atuam sobre a vitamina).  Na hora de comprar laranja deve-se dar preferência às mais pesadas, pois são as que apresentam maior quantidade de suco. De uma forma geral ela deve ser firme, sem ceder à pressão dos dedos. A laranja conserva-se em geladeira de 1 a 2 semanas e o seu período de safra é de março a setembro e janeiro.

CONTRA O CÂNCER - O grupo do governo Organização de Pesquisa Industrial e Científica da Comunidade Britânica (CSIRO, na sigla em inglês) descobriu que consumir frutas cítricas pode reduzir o risco de câncer de boca, laringe e estômago em mais de 50%. Uma porção extra de frutas cítricas por dia por dia pode também reduzir o risco de um derrame em 19%.

As frutas cítricas protegem o corpo por suas propriedades antioxidantes e por fortalecer o sistema imunológico, inibir o crescimento de tumores e normalizar as células tumorosas, disse em um relatório Katrine Baghurst, pesquisadora da CSIRO. Segundo Baghurst, a laranja é a fruta com o mais alto nível de antioxidantes, com mais de 170 diferentes tipos de fitoquímicos, incluindo mais de 60 flavonoides, que apresentam propriedades anti inflamatórias, antitumor e inibe a formação de coágulos no sangue.
---------------------------------------

Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública) e na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929)

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home