13 junho 2013

Fio Vermelho, uma lenda chinesa (1)





O fio vermelho do destino ou fio vermelho é uma lenda chinesa. De acordo com este mito, os deuses amarram uma corda vermelha invisível ao redor dos tornozelos dos homens e mulheres que estão destinados a ser a alma gêmea um do outro. Segundo a lenda chinesa, a divindade a cargo do "fio" acredita-se ser Xia Lao Yue (muitas vezes abreviado para "Yuelao", o antigo deus lunar casamenteiro, que é também responsável por casamentos.

A lenda , desde então, também se tornou um mito popular na cultura japonesa e história fala sobre um fio invisível que é amarrado no dedo mindinho de duas pessoas que estão destinadas a viverem juntas para sempre. É como uma ligação espiritual que representa o amor eterno.

É por causa dessa lenda, que no Japão as pessoas fazem alianças com uma linha vermelha dentro ou dão como presente de dia dos namorados uma pulseira feita de lã vermelha.

A teoria de que todos nós estamos conectados soa bem interessante, e plausível, já que nossas atitudes interferem na vida de outras pessoas, claro que com intensidades diferentes.


Na história da série Touch, um menino autista (Mazouz) é capaz de ver o passado e prever o futuro de pessoas que nem conhece, mas ele só consegue se expressar através de números. Tentando se comunicar com o filho, Martin (Kiefer Sutherland) conta com a ajuda do professor Arthur DeWitt (Glover), um especialista em crianças superdotadas, e de uma assistente social (Mbatha-Raw).

Todo dia, todo momento, em todo nanossegundo o mundo muda. Elétrons batem uns nos outros e  reagem. Pessoas colidem e mudam o caminho umas das outras.
Mudança não é fácil. Constantemente, é complicado e difícil. Mas talvez seja uma coisa boa. 
Porque a mudança é o que nos fortalece. O que nos torna resistentes. E nos ensina a evoluir.

Somos todos parte deste mosaico infinito, cada cela um único favo de mel. E mesmo que partes individuais do quebra cabeça nunca se toquem, todas formam um grande mosaico. Como tijolos na parede, o todo é mais forte por cada tijolo. Tire um, e tudo cai. Apesar de não percebermos, a integridade da parede é testada diariamente. Mas a parede se sustenta… pelo apoio coletivo de todos.


Apesar de toda nossa tecnologia de comunicação, nenhuma invenção é tão eficiente quanto o som da voz humana.
Quando ouvimos a voz humana, instintivamente queremos ouvi-la, esperando entendê-la.
Mesmo quando o locutor está procurando as palavras certas. Mesmo quando tudo que ouvimos são gritos, choros, ou cantos.
É porque a voz humana soa diferente de tudo no mundo.
Por isso ouvimos cada pessoa no meio de uma orquestra. Sempre ouvimos o cantor, não importa o que o rodear.

Jake

Sete bilhões de pessoas em um planeta pequeno… flutuando na vastidão do espaço. Sozinhas. Fazermos parte disso é o grande mistério da nossa frágil existência. Talvez ser solitário no universo é o que nos mantém unidos… o que nos faz precisar do outro por motivos pequenos… criando um entrelaçamento quântico de você… de mim… de nós. E se isso for verdade,vivemos em um mundo onde tudo é possível.

O quanto a vida de todas as pessoas estão ligadas? A teoria dos 6 graus diz que todos nós estamos ligados de alguma forma em até 6 graus de separação, cada grau representando uma pessoa. Essa teoria já valeu série e valeu filme.

Só que foi em Touch que a ligação entre todos nós foi melhor mostrado, ainda que não por meio dos tais 6 graus de que falei, mas por meio da teoria da linha vermelha, conforme bem explicou a Suzana ali embaixo nos comentários: a perda de um celular, um ato de segundos, foi capaz de ligar pais que perderam sua filha, uma garota que pode se tornar um sucesso como cantora e um pai e filho que não se comunicam. Se eu tivesse que falar de apenas uma coisa no episódio piloto desta serie seria sobre isso.

--------------------------------------------------------


Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Brotas), Galeria do Livro (Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (Barris em frente a Biblioteca Pública) e na Midialouca (Rua das Laranjeiras, 28, Pelourinho. Tel: 3321-1596). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929)

2 Comentários:

At 3:15 PM, Anonymous Susana Rocha said...

Gostei de ler sobre o Fio Invisível e quero ler outros textos do blog. A sincronicidade me fez chegar a este texto pois buscava informação sobre um filme que fala de pessoas das águas que são conectadas por um fio invisível que as une. Caso saiba d que filme se trata agradeço muito!

 
At 11:25 PM, Blogger Dani De Paula said...

Sincronicidade tb me fez ler e apesar de não saber qual o filme, não pude deixar de comentar sobre Sense8 , uma série do Netflix onde oito pessoas espalhadas pelo mundo estão tb conectadas, mas a história vai muito além dessa ligação invisível, vale muito a pena assistir!!! ������

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home