04 junho 2018

Governadores da Bahia (01)


Com a Proclamação da República, em 1889, os governantes sucederam-se por nomeações, até 1892, quando o governador passou a ser eleito pelo voto direto da população (no princípio censitário, descoberto e manifestado pelo chefes políticos), com exceção dos períodos não-democráticos (Estado Novo de 1937 a 1945 e Ditadura civil-militar de 1964 a 1985), quando eram nomeados. São 51 governadores do período republicano, sendo mandatários eleitos como interventor federal, interino, presidente da Assembleia Legislativa e vice. Desses, Virgílio Damásio, Seabra e Juracy Magalhães governaram por dois mandatos em períodos diferentes e ACM em três períodos diferentes.

Abaixo os governantes da Bahia:

Virgílio Damásio (1889) Interino. Não consegue, entretanto, manter-se no cargo.


Manuel Vitorino (1889-1890) Foi o segundo governador do estado da Bahia no período Republicano. Foi presidente interino do Brasil entre 1896-1897 quando Prudente de Morais afastou-se por motivos de saúde. Foi então o único baiano a assumir a presidência da república do Brasil. Tinha a pretensão de fazer uma administração inovadora, voltada para o incremento da educação. Sendo ele professor da Faculdade de Medicina e ex-diretor do Liceu de Artes e Ofícios, tinha ali empreendido uma reforma no sistema de ensino. Encontrou forte oposição. Afastado.

Hermes da Fonseca (1890). Governou a Bahia de 26 de abril a 14 de setembro de 1890, período em que procurou serenar os ânimos e consolidar as instituições do novo regime. Revogou vários atos de seu antecessor, dentre os quais a reforma educacional, ficando apenas cinco meses à frente do cargo, afastando-se por motivos de saúde, passando o cargo ao vice-presidente. Virgílio Clímaco Damásio.


Virgílio Damásio (1890). Vice governador. Toma posse a 14 de setembro de 1890 e governa até 15 de novembro do mesmo ano – tempo em que promoveu a reforma do ensino da medicina legal no estado e instituiu a constituinte estadual.


José Gonçalves da Silva (1890-1891). Como governador, presidiu a solenidade de instalação da Faculdade de Direito da Bahia, hoje integrante da Universidade Federal da Bahia. Mais tarde entrega o cargo, a fim de evitar um desastre maior. Encerrava-se, assim, de forma melancólica, este que passaria à História como o primeiro governador constitucional do estado da Bahia, e único deposto pelo povo, em 24 de novembro de 1891.


Tude Soares Neiva (1891). Interino. Foi um governo que durou apenas treze dias: de 24 de novembro a 12 de dezembro de 1891. No conturbado período que seguiu-se à mudança dos regimesdos monárquico para republicano. Em tão breve período de governo, coube as Tude Neiva assegurar a tranquilidade e a paz na Baia, não realizando, na prática, qualquer ato administrativo.

Leal Ferreira (1891-1892). Governou interinamente a Bahia.

Rodrigues Lima (1892-1896). Primeiro governador eleito.



1 Comentários:

At 11:11 AM, Anonymous Maurício Andrade said...

Boa tarde Guto!

Adoro seus comentários, você é um gênio amigo, sou seu fã.

Abraços

Maurício

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home