28 janeiro 2015

Cronologia dos personagens de desenho animado (33)



1999 (JAPÃO) – Digimon. Criado exclusivamente para conter a febre de Pikachu na conquista ao
mundo. Sete crianças são transmigradas para o Digimundo. Ao chegarem lá são recebidos por sete Digimons em seu estágio bebê (eles são apenas cabeças nesta fase). As crianças são escolhidas para livrar o Mundo Digital e seu próprio mundo das forças do mal, a começar pelo Devimon, Etmon, Myotimon e os grandes mestres das trevas: Metalseadramon, Pinokkimon entre outros.

1999 (EUA) – Homem Aranha, Ação Sem Limites


(Spider Man Unlimited). O desenho foi lançado para tentar recuperar o prestígio do personagem que, nos quadrinhios, estava em baixa depois da Saga do Clione e das mudanças na origem do herói. Produção da Marvel com a Saban Entertainment. O novo Homem Aranha tem um uniforme hi-tech, visão infravermelha e um visual mais dark, diferente do tradicional azul e vermelho que todos os fãs conhecem. A história começa quando o fotógrafo do Clarim Diário, Peter Parker descobre que dois de seus piores inimigos, Venon e Carnage estão tentando sabotar o vôo da nave Solaris I, pilotada por John Jameson, filho do editor J.J.Jamenson quase prepara para viajar até a Contraterra, uma cópia do nosso planeta. Ela tenta impedir, mas não consegue evitar que a nave desaparecesse a caminho do seu destino.

Meses depois, o Homem Aranha embarca escondido na Solaris II para tentar resgatar o amigo astronauta, já usando um novo uniforme que traz embutido defesas especiais contra os simbiontes Venon e Carnage. Acontece um acidente no pouso e o herói acaba sendo encontrado pelos Bestiais, seres mutantes criados pelo Alto-Evolucionário. O Aranha foge e acaba se aliando a humanos rebeldes cujo líder é John Jameson. Presos nesse mundo, Jamenson e o Aracnídeo unem suas forças e com ajuda de dois vilões que são heróis na Contraterra, o Abutre e o Duende, pretendem derrotar o Alto-Evolucionário para só depois voltarem o para o seu mundo. Mas o bandido conta com o auxílio dos dois simbiontes para destruir de vez os humanos. A série teve 13 episódios produzidos para o início da temporada. Depois seguiu até 2001 com o total de 65 episódios.

1999 (JAPÃO) – Medabot. Apareceu no Japão pela primeira vez em 1997, em um jogo de batalha para Game Boy. Os robozinhos fizeram sucesso do outro lado do mundo e logo apareceram também na TV. No ano de 2122 robozinhos com consciência própria servem tanto para ajudar as pessoas nas tarefas diárias
quanto divertir crianças, participando de torneios cibernéticos. Ikki Tenryo é um estudante e um dos poucos garotos que ainda não possui um Medabot. Frustrado, o menino sentia-se excluído pelo resto da turma até o dia em que encontra uma medalha – peça que representa o cérebro dos Medabots e define toda a personalidade do robô – e as coloca em um velho robô que estava jogado num canto qualquer da sua casa.

O novo objeto de Ikki é vencer vários torneios e competir no Torneio Mundial de Cyberlutas. Ikki conta com companheiros inseparáveis como a estourada Érika, sua amiga de infância que usa o robô Brass como seu Medabot. Enquanto se preparam para os torneios, a dupla tem que agüentar o metido Koji, um grupo de mal-encarados (Os Malucos) da escola e os vilões da Gangue de Robôs de Borracha, sempre atrás das Medalhas dos competidores. 

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home