10 outubro 2011

Maurício de Sousa apresenta família baiana para a Turma da Mônica no FAQ

Maurício de Sousa é o mais novo cidadão soteropolitano. Ele recebeu o título na última sexta-feira, dia 07/10, na Câmara de Vereadores de Salvador. Na quinta-feira, dia 06, abertura da primeira edição do Festival Anual de Quadrinhos da Bahia (FAQ), Maurício e Luís Augusto (um dos organizadores do evento), bateram bom papo junto com um público formado por crianças, adolescentes e adultos, todos fãs de carteirinha do artista. Com muita descontração, Maurício (que estava acompanhado do jornalista e pesquisador Sidney Gusman) contou fatos marcantes de sua trajetória, interagiu com o público e, no final, foi muito aplaudido.


A Turma da Mônica vai ganhar cinco novos personagens. Pai, mãe e três filhos da Bahia vão conviver com os tradicionais personagens Mônica, Cebolinha, Cascão e sua turma. Os personagens ainda não foram batizados e não há previsão de quando eles vão compor os quadrinhos. Na história, o pai será produtor de eventos e a mãe um veterinária. Um dos irmãos gosta de música clássica, o outro de axé e ritmos baianos, e a menina, que será uma das melhores amigas de Mônica, vai tocar berimbau e lutar capoeira. Ele pediu sugestão o público para criar nomes dos personagens, uma família baiana. Falou também sobre outros personagens, como o Mauricinho, um garoto “muito certinho, politicamente correto”. Marcelo, seu filho caçula, passou alguns dias em uma cidade do interior da Bahia e se divertiu bastante.

No sábado, dia 08, aconteceu o lançamento o terceiro livro da série MSP 50 (Maurício de Sousa Produções) onde 50 artistas brasileiros reinterpretam suas criações livremente. Quatro baianos fazem parte da seleta lista: Luís Augusto, Cedraz, Rezende e Flávio Luiz. Foram lançados também “Daytripper”, de Fabio Moon e Gabriel Bá; “Birds”, de Gustavo Duarte; e “O Menino que Era”, de Luís Augusto


INFORMAÇÕES - Aos 73 anos e pai de dez filhos, Maurício de Sousa busca informações no seu dia a dia. "Quando comecei, jovem ainda, a única experiência que realmente dominava era a minha relação com um cãozinho, daí o Bidu ter sido o primeiro personagem. Em seguida, ao observar o comportamento das minhas filhas, consegui me sentir seguro para criar a Mônica, a Magali. E hoje ainda observo os pequenos e suas relações com a tecnologia para ficar sempre atualizado."

Foi a partir de tal observação que Maurício vislumbrou o passo seguinte à Turma da Mônica, ou seja, iniciar uma coleção com os personagens já adolescentes. Mais: notou a voracidade com que os jovens brasileiros devoravam quadrinhos em mangá e decidiu criar a Turma da Mônica Jovem, além de livros e coleções.


Ele, de fato, é insaciável. Depois de uma frustrada negociação com a TV Globo nos anos 1990, Mauricio pretende retomar a produção de desenhos para telas pequena e grande. Na televisão, ele negocia com o canal Discovery um programa com bonecos, semelhante ao Vila Sésamo. No cinema, o esquema envolve parceria com produtoras de diversos países, cada uma cuidando de um personagem. "Assim, teremos vários filmes em um mesmo tempo." E os quadrinhos continuam na pauta: já há um projeto de histórias do Penadinho com o traço tridimensional. "Quero agora investir em educação", conta Mauricio, que já acertou com a China conteúdos sobre a história do Brasil. "Eles se interessaram, por exemplo, sobre o descobrimento do nosso País. Quero fazer isso também aqui."



Maurício em números (2009):

1 bilhão de revistas publicadas

3 mil produtos licenciados

7 vezes campeão do prêmio Ibest, como melhor site infantil brasileiros

12 filmes já foram produzidos

50 idiomas traduzidos

150 é o número de países que publicam as revistas

200 mil foi a tiragem da primeira revista da Turma da Mônica

---------------------------------------------------------------

Quem desejar adquirir o livro Bahia um Estado D´Alma, sobre a cultura do nosso estado, a obra encontra-se à venda nas livrarias LDM (Piedade), Galeria do Livro (Boulevard 161 no Itaigara e no Espaço Cultural Itau Cinema Glauber Rocha na Praça Castro Alves), na Pérola Negra (ao lado da Escola de Teatro da UFBA, Canela) e na Midialouca (Rua das Laranjeiras,28, Pelourinho. Tel: 3321-1596). E quem desejar ler o livro Feras do Humor Baiano, a obra encontra-se à venda no RV Cultura e Arte (Rua Barro Vermelho, 32, Rio Vermelho. Tel: 3347-4929). Na Galeria do Livro, em outubro: Oficinas do Mês das Crianças.

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home