26 março 2015

Narcisismo baiano impede desenvolvimento cultural (4)

Construção de estaleiros, ferrovias e portos, construção, modernização e recuperação de rodovias,
ampliação de aeroportos, além de programas para estimular o desenvolvimento sustentável do semiárido, qualificando os serviços nessa região e combatendo a pobreza. Estes são os pilares para o crescimento da Bahia.

A ferrovia Oeste-Leste, que terá 1,1 mil quilômetros de extensão, facilitará o escoamento de grãos, minérios e biocombustíveis produzidos no oeste, sudoeste e sul do estado, além de se consolidar como uma alternativa ao escoamento da produção agroindustrial do centro-oeste brasileiro. Vamos ver se vai sair do papel para dar resultados.

O programa Água para todos vai abranger todo o território baiano. Serão implantados 100 mil cisternas, 1.800 poços tubulares e 1,5 mil sistemas simplificados de abastecimento de água, priorizando as áreas do semiárido baiano, Bacia do São Francisco e seus principais núcleos urbanos e rurais. Os baianos merecem.

A educação precisa avançar mais no processo de inclusão social dos baianos, principalmente os que vivem nas localidades mais distantes, na zona rural. É preciso melhoria da qualificação do ensino, de valorização e modernização das escolas, de melhorias das condições de trabalho. De capacitação der professores e de outros profissionais da área de Educação e maior oferta de vagas no ensino profissionalizante. Avançar no repasse de transporte escolar e merenda mais nutritiva.

A Saúde tem avançado, aos poucos com a inauguração do Hospital Regional de Juazeiro (com capacidade para realizar mais de 40 mil atendimentos ambulatoriais por mês), o Hospital Geral Roberto Santos foi ampliado com a UTI pediátrica, nova unidade semi-intensiva pediátrica, 14 novos leitos de cuidado intensivo, equipamentos e mobiliários. Já o Hospital Geral do Estado conta com uma nova sala de cirurgia, específica para o Serviço de Trauma Raqui Medular. O Hospital São Jorge na Cidade Baixa está sendo reestruturado. O Recôncavo ganhou o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. São investimentos importantes na área da saúde. Mesmo assim é pouco, a saude precisa de mais cuidados.

Avanços significativos aconteceram no combate ao déficit habitacional, mas é preciso priorizar ainda
mais as famílias de baixa renda. Diversas ações estão fortalecendo a agricultura familiar, o plano agrícola e pecuário do estado da Bahia sintetiza as diretrizes da política agrícola para consolidar o novo perfil socioeconômico do estado para torná-lo mais rico, sustentável e diversificado.

O Plano Diretor e Desenvolvimento Urbano (PDDU) aprovado em 2008 foi muito criticado por quase todos soterópolis. A cidade ainda cresce de forma desordenada tendo seus pontos críticos como a orla marítima e o eixo da Avenida Paralela, a supressão da mata atlântica, a verticalização da orla marítima e da área do Iguatemi e o agravamento da mobilidade e do trânsito na cidade.

Baía de Todos os Santos. Em cada esquina dos bairros mais antigos de Salvador encontramos terreiros de candomblé, dos mais simples aos mais tradicionais. Essa é a cidade que tem uma igreja para cada dia do ano. A cidade de Salvador é, na verdade, um grande santuário aberto que abriga desde o Senhor do Bonfim até os candomblés como o do Gantois, da Casa Branca, do Ilê Axé Opó Afonjá e dezenas de outros. No passado abrigou também a famosa Irmandade da Boa Morte, na Barroquinha. Hoje a Boa Morte de Cachoeira é um dos únicos remanescentes das antigas irmandades desse gênero que o Recôncavo conservou. As irmandades e confrarias foram os catalisadores da cultura afro no nosso País. Lá elas puderam se associar, proteger-se, comprar cartas de alforria para os irmãos de raça, dar proteção aos negros fugidos e até poderem preparar um funeral digno, com direito a missas e aos rituais católicos para aqueles que faleciam.
 .................................................
O livro "Breviário da Bahia" 
está sendo  vendido com exclusividade 
no Pérola Negra, em frente a Biblioteca Central dos Barris.  
Tel: 3336-6997. 
Rua General Labatut, 137, 
Shopping Colonial (loja 01), 
Barris

0 Comentários:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home