19 junho 2015

Forró é o símbolo maior do tradicional festejo junino



Forró é a denominação de vários gêneros musicais surgidos no Nordeste do Brasil. Entre vários
ritmos diferentes que são comumente identificados comoforródestacam-se o baião, o coco, o rojão, a quadrilha, o xaxado e o xote. O forró possui semelhanças tanto com oToré, no arrastar dos pés dos índios, quanto com ritmos binários portugueses e holandeses e com o balançar dos quadris dos africanos.

O termo Forró, segundo o folclorista Luís Câmara Cascudo, vem da redução da palavra forrobodó, que significa, além de arrasta-pé, farra, confusão, desordem. Na etimologia popular é frequente associar a origem da palavra forró à expressão da língua inglesa for all, que quer dizerpara todos. Para essa versão foi construída uma engenhosa história: no início do século XX, os engenheiros britânicos, instalados em Pernambuco para construir a ferrovia Great Western, promoviam bailes abertos ao público, ou sejafor all.

VERSÃO - Assim, a expressão inglesa passaria a ser, no vocabulário do povo nordestino, forró - a pronúncia mais próxima. Outra versão da mesma história substitui os ingleses pelos americanos, e Pernambuco do início do século XX, pela Natal do período da Segunda Guerra Mundial, quando uma base militar dos Estados Unidos foi instalada na cidade. Apesar de jocosa a versão, não sustentação para tal origem do termo, pois 1937, cinco anos antes da instalação da referida base, a palavra forró se encontrava registrada na história musical através da gravação fonográfica deForró na roça, canção composta pelos autores Manuel Queriós e Xerém.

Apesar do forró ser uma dança composta de gêneros musicais que predominam principalmente na região Nordeste do Brasil, ela se espalhou com sucesso por todo território nacional. Inclusive, ganhando variações, como o forró eletrônico, forró pé-de-serra e forró universitário. O forró é especialmente popular nas cidades de nordestinas, como a Bahia, e onde é símbolo da Festa de São João.

ESSÊNCIA - A maior festa regional do Brasil é realmente o São João da Bahia e, em sua essência,
homenageia três importantes santos católicos: Santo Antônio (dia 13), São João (24) e São Pedro (29). Por habitar uma região árida, o povo do Nordeste, estimulado desde os primórdios da festa pela Igreja Católica, agradece anualmente a São João e a São Pedro pelas chuvas caídas nas lavouras. O ciclo de festas juninas foi aguardado pelas prefeituras e populações de seus municípios com boas possibilidades turísticas. Do extremo sul ao norte da Bahia, atravessando o coração da Chapada, todos cantamchegou a hora da fogueira, é noite de São João. As cidades se transformam em arraiais todos embandeirados, onde se revive o que de mais enraizado na cultura popular.

As comemorações de São João e dos demais santos reverenciados em junho simbolizam a força da religiosidade, das tradições e da cultura dos municípios baianos. É o momento em que o povo demonstra o resgate das suas manifestações folclóricas e a herança histórica dos seus antepassados. As festas juninas colaboram para manter acesa esta efervescência cultural, através de manifestações como o forró pé-de-serra, o xote, a quadrilha e tantas outras tradições tão bonitas de se ver. Tudo isto contribui para que o homem do interior exercite a sua cidadania e tenha orgulho da sua cidade. Desse modo, visando cada vez mais se unirem em projeto único, gestor municipal e o cidadão no desenvolvimento do município baiano.

é possível ouvir os acordes da sanfona e as batidas da zabumba e do triângulo chamando todos para o grande arrasta-pé. De norte a sul da Bahia, todos os caminhos levam as melhores festas juninas, e para não ficar de fora dessa festança, escolha logo o seu par, porque aqui, a animação é garantida. Escolha o seu destino e prepare-se, porque o arrasta-pé não tem hora para acabar.

POPULAR - O festejo junino, depois do Carnaval, é a maior festa da Bahia. E o forró é para o São João assim como o axé é para a festa momesca. Muitos músicos regionais, adeptos do forró, também esperam com expectativa omês do forró, devido a crescente demanda de shows em todo o Estado. Existem diversos artistas que entre outras modalidades também contribuíram, sejam como compositores ou intérpretes, dos diversos gêneros do forró. Na lista constam artistas de qualidade desse gênero cujas letras são de extrema qualidade musical: Luiz Gonzaga. Sivuca, Dominguinhos, Gilberto Gil, Elba Ramalho, Alceu Valença, Chico Salles. Genival Lacerda, Jackson do Pandeiro, Ramalho, Edgar Mão Branca, Ademário Coelho, Flávio José, entre outros.

A tradição de reunir todos ao redor da fogueira ainda existe, mas o São João abriu espaço para uma outra tradição: reunir todos ao redor de palcos, onde o símbolo desta vez é o forró, desde estilos tradicionais aos mais modernos. Assim como o Carnaval tem toda uma trilha sonora específica que ajuda a compor a festa, o São João também possui músicas bastantes características e inconfundíveis, todas evidenciando o mesmo gênero: o forró.

Até a próxima segunda, dia 29 de junho. Vou fazer meu retiro espiritual com muitos livros, revistas, cds e vídeos. E a natureza em volta, claro!. Boas festas!!!
.......................................................................................................

O livro "Breviário da Bahia" 

está sendo  vendido 
com exclusividade 
no Pérola Negra, 
em frente a 
Biblioteca Central dos Barris.  
Tel: 3336-6997. 
Rua General Labatut, 137, 
Shopping Colonial (loja 01), 
Barris

1 Comentários:

At 9:51 AM, Anonymous Euzébio Cardozo said...

Prezados amigos, o blog é realmente cultural. Muitas novidades, informações, conhecimento, etc. Sobretudo excelente.
Na oportunidade, solicito a gentileza de mim informar como poderei entrar em contato com o festejado jornalista Gutemberg. Por favor, preciso contactá-lo com urgência.
Atenciosamente,

Prof. Euzébio Cardozo.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home