05 dezembro 2017

Aconteceu há 100 anos... (02)

E o samba passou a existir no Brasil com toda aceitação. Donga foi o primeiro a gravar um samba: Pelo Telefone (1917), criado por um grupo de boêmios cariocas que se reuniam na casa da Tia Ciata, baiana considerada mãe do gênero. Composta por Mauro de Almeida, Sinhô e Donga, faz alusão à perseguição policial aos jogos de azar. Mais tarde, o gênero espalha-se pelo Brasil e domina o carnaval. Os alemães afundam os navios brasileiros Paraná e Macau e envolve o Brasil (o único país sul-americano) na guerra.


Em 1917, o Brasil torna-se o primeiro país sul-americano a entrar na Primeira Guerra Mundial. Na mesma data o governo decreta Estado de Sítio. O Brasil queima três milhões de sacas de café para evitar a queda nos preços do produto. E no Estado do Rio de Janeiro, pela primeira vez no país, é produzido o aço.

O mais famoso produto de exportação argentino, o tango, ganhou novo impulso e popularidade em 1917, quando o cantor Carlos Gardel divulga o primeiro tango com letra, Mi Noche Triste, com música de Samuel Castriota e letra de Pascual Contursi. O tango estava a caminho do sucesso internacional - com seus cantores apaixonados, bandonions e violinos acompanhando seu delicioso passo melódico intercalado. Gardel transformou-se em um astro no exterior, mas, em casa, sua celebridade assumiu proporções quase míticas. Para os argentinos, o cantor, assim como o próprio tango, era a expressão da alma do país, formado em grande parte por imigrantes.

                         
Aos poucos, a mulher brasileira começou a romper o monopólio masculino de algumas profissões. Em meados da década, a advogada Mirtes Campos foi aceita no Instituto da Ordem dos Advogados, quebrando um tabu secular e provocando uma acirrada polêmica nos meios jurídicos. Outras pioneiras: Anita Malfatti (pintora), Cecília Meireles (escritora), Maria José Rabelo (primeira diplomata) e Eugênia Brandão (primeira repórter).

A elite intelectual de São Paulo estava em estado de choque desde a exposição de alguns quadros da jovem pintora paulista Anita Malfatti, em 1917. As tímidas incursões de Anita pelo campo do Expressionismo e do Cubismo - tendências predominantes na arte européia atual - dividiram a opinião pública e a crítica paulistana. Foi o confronto entre o velho e o novo. Menotti del Picchia se consagra com o livro de poesia nacionalista Juca Mulato.



A Bahia procurava encontrar os caminhos da modernização, lutando para sair da estagnação econômica. A Bahia contribuía apenas 2,8% da produção nacional. Em 1917 é fundada a Academia de Letras da Bahia. As regatas a remo atraiam a atenção de toda a cidade do Salvador. Era o remo o esporte mais preferido dos baianos. As emissoras de rádio transmitiam da Enseada dos Tainheiros as grandes disputas.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home